#Cristiano Ronaldo está enfrentando duras acusações de #Estupro feitas pelo jornal alemão “Der Spiegel”, que garante ter informações verídicas para provar que o jogador português pagou cerca de 263 mil euros (cerca de R$ 1 milhão) para calar uma jovem que o estava acusando de estupro. Tal como informa o jornal “Correio da Manhã”, esse episódio teria acontecido no ano de 2009, durante umas férias nos Estados Unidos.

Na manhã de 13 de junho desse ano, uma jovem americana revelou ter sido vítima de estupro nas mãos de Cristiano Ronaldo. Supostamente, passados sete meses desse alegado incidente, o craque, com a ajuda da sua equipe, teria conseguido comprar o silêncio da americana pelo valor de 263 mil euros.

Publicidade
Publicidade

A viagem aos Estados Unidos foi feita por Cristiano Ronaldo no verão de 2009 quando já era um dos principais futebolistas do planeta. A acusação pode acabar arrasando a sua vida profissional, mas também pessoal.

Depois de ter engravidado uma mulher misteriosa precisamente nessa viagem, tendo alegadamente também “comprado” o seu filho por um valor milionário, agora uma nova desventura amorosa de Ronaldo nessa viagem parece estar perseguindo o português.

Segundo informações detalhadas de um dos mais conhecidos jornais na Europa, o alemão “Der Spiegel”, os jornalistas acreditam que Cristiano Ronaldo, para tentar fugir ao máximo de problemas, conseguiu silenciar esse estupro, que teria acontecido em um hotel luxuoso de Las Vegas.

Se sentindo pressionado pela jovem, que teria ameaçado por diversas vezes contar tudo o que tinha acontecido naquela manhã, Ronaldo, através da assinatura do seu advogado, Carlos Osório de Castro, conseguiu que o problema terminasse em janeiro de 2010.

Publicidade

Contudo e apesar de ter sido confirmado por grandes jornais europeus, como também foi o caso do “El Mundo”, ainda não se sabe ao certo se tudo o que está sendo noticiado corresponde a verdade. Muito provavelmente, por causa do enorme impacto dessa alegada descoberta, Cristiano Ronaldo deverá falar publicamente sobre o assunto, tentando provavelmente justificar o valor que foi transferido e a assinatura misteriosa do seu advogado no alegado contrato que fez com a jovem americana.

Como aconteceu com a mãe do filho de Ronaldo, que ainda hoje não se sabe qual é a sua identidade, também deverá ser muito complicado ficar a se conhecer a identidade da alegada vítima do português. #Investigação Criminal