#Fagner, lateral-direito do Corinthians e da seleção brasileira, agrediu Cueva, do São Paulo, com joelhada na coxa, no domingo (23). No ano passado, em lance violento, causou múltiplas lesões em Ederson, do Flamengo. O meia ainda não voltou a jogar desde então.

Ederson

Três de julho de 2016. Corinthians e Flamengo se enfrentam na Arena Corinthians, em São Paulo, em partida válida pelo primeiro turno do Campeonato Brasileiro.

Em um lance na lateral do campo, o lateral-direito do Corinthians, Fagner, perde a bola para o meia do Flamengo, Ederson. Na ânsia de recuperar, o lateral desfere um carrinho desleal no adversário, que cai no gramado e se contorce de dor com a mão no joelho.

Publicidade
Publicidade

O que parecia apenas um lance desleal de um jogador de futebol tornou-se um problema maior ainda. Ederson não entrou mais em campo desde então. Lá se vão quase dez meses afastado dos gramados.

“Quando recebeu aquela entrada do Fagner, ele teve uma fratura osteocondral (de cartilagem), um edema ósseo... Na verdade, ele teve múltiplas lesões e uma dessas pequenas lesões foi de menisco”, afirmou o médico Marcio Tanure, em setembro do ano passado.

Pela entrada no jogador flamenguista, Fagner foi suspenso por uma partida. O árbitro Heber Roberto Lopes, que não marcou falta e ainda expulsou o técnico Zé Ricardo por reclamação, também foi suspenso.

O Corinthians venceu a partida por 4 a 0. Quando Ederson deixou o campo a partida estava empatada.

Cueva

Vinte e três de abril de 2017. No jogo de volta da semifinal do Campeonato Paulista, entre Corinthians e São Paulo, também na Arena de Itaquera, Fágner se envolve em discussão com o meia #Cueva.

Publicidade

Sem que o juiz veja, o lateral corintiano dá uma joelhada na coxa do jogador são-paulino – este golpe é conhecido como “Paulistinha” em alguns lugares do país e dó bastante.

Para agravar a situação, Cueva havia desfalcado em São Paulo em jogos anteriores justamente por uma lesão na mesma coxa esquerda atingida por Fágner.

O São Paulo já se manifestou sobre o assunto e afirmou que não vai levar o caso ao Tribunal de Justiça Desportiva (TJD-SP).

Corinthians e São Paulo empataram por 1 a 1 e os alvinegros avançaram à final do estadual depois de terem vencido o jogo de ida, no Morumbi, por 2 a 0. O jogo ficou marcado pelo lance de fair play de Rodrigo Caio.

Em um lance na grande área tricolor, o árbitro Luiz Flávio de Oliveira deu cartão amarelo para Jô, em uma suposta falta no goleiro Renan. O zagueiro são-paulino informou ao árbitro que ele havia encostado em Renan. Luiz Flávio retirou o cartão.

#Polêmica