Nem mesmo a vitória da última quarta-feira (26), pela Copa Libertadores da América e a classificação para a final do Campeonato Mineiro, acalmou os torcedores do #Atlético Mineiro. Neste sábado (29), durante um protesto em frente à Cidade do Galo, o lateral Marcos Rocha, um dos jogadores com mais tempo no clube, teve a porta de seu carro danificada.

O ato de #Vandalismo revoltou o jogador, que usou as redes sociais para desabafar. Junto com uma foto do veículo amassado, ele escreveu um texto em tom de desabafo. Ele citou os 11 anos de clube, sendo o lateral que mais vezes vestiu a camisa do Galo, os títulos conquistados neste período, como o de Campeão da Libertadores, da Copa do Brasil e da Recopa, e também as vezes que foi eleito o melhor do Brasil em sua posição.

Publicidade
Publicidade

Ele seguiu dizendo que nunca se sentiu tão decepcionado após a “manifestação”, a qual classificou como puro vandalismo.

O jogador encerrou dizendo que, apesar de tudo, estará em campo neste domingo (30), às 16 horas, no estádio do Mineirão, pelo primeiro jogo da final do Campeonato Mineiro, diante do #Cruzeiro, com a mesma determinação de sempre, pois é muito grato ao Atlético Mineiro.

Os torcedores que foram até a porta do CT de treinamento do clube pediam mais raça aos jogadores, exigiram ainda a vitória contra o maior rival. Muito da bronca dos atleticanos deve-se ao fato do Galo ter perdido os dois jogos que fez contra o Cruzeiro neste ano, um pela Primeira Liga e outro pela fase de classificação do estadual.

Não foi apenas Marcos Rocha o algo da ira os torcedores. Ouros dois jogadores também tiveram seus carros danificados.

Publicidade

A Polícia Militar prendeu dois torcedores e os encaminhou para uma delegacia próxima ao CT. A diretoria do Atlético não quis se manifestar sobre o ocorrido, se limitando apenas a dizer que as providências serão tomadas.

Quer primeiro título

Com 16 gols marcados em 15 jogos na temporada, sendo 10 deles pelo campeonato estadual onde é artilheiro, o atacante Fred está com a expectativa de fazer duas grandes decisões. O jogador busca seu primeiro título do Campeonato Mineiro e também erguer a primeira taça com a camisa do Galo.

O jogador lembra que nada será definido no primeiro jogo, mas que o elenco está confiante para dar um passo importante para ficar mais próximo do título na semana seguinte. Ele acredita em uma decisão muito parelha e diz que o time precisa impor seu ritmo, mesmo atuando na condição de visitante.