O ex-jogador do Corinthians, Paulinho quase entrou numa fria!

O jogador foi contratado para uma propaganda de jogo, ao lado da atriz de filmes adultos Tsukasa Aoi e vários jornais publicaram que por isso, ele poderia ser até deportado. A repercussão internacional saiu em destaque no jornal britânico "Mirror"

Em nota oficial nesta sexta (15), o jogador diz que vai rescindir contrato com a empresa. Ele não sabia que poderia ser expulso porque a atividade erótica para adultos e o jogo, são proibidos no país e acabou por gravar um anúncio de um site de apostas.

A assessoria do ex-jogador do Corinthians declarou em nota que o jogador não tinha noção de quem era a mulher nas gravações e que sua imagem só poderia ter sido divulgada após sua autorização, o que não aconteceu.

Publicidade
Publicidade

Por conta disso o jogador rescindirá seu contrato com a empresa filipina e não será deportado.

A atriz japonesa que esteve com ele nas fotos é Tsukasa Aoi e o comercial foi para o site Letou. As imagens foram feitas em 2016 e não tinham autorização do jogador para serem usadas.

Paulinho, que atualmente está com 28 anos, joga no time chinês Guangzhou Evergrande que está sob o comando de Luiz Felipe Scolari.

O jogador foi campeão nacional duas vezes, e venceu a Supercopa da China, também por duas vezes e conquistou uma Liga dos Campeões da Ásia, ou seja, está com “A bola toda” e cheio de jogos num futuro próximo. Sua deportação seria imenso prejuízo para o #Futebol chinês e claro, para o volante também. Muito embora tenha cometido duas infrações penais envolvendo jogos e filhéus adultos, o jogador não será deportado pois teve seu caso apurado e por haver quebra de regras no contrato.

Publicidade

Nota da assessoria à imprensa

Na nota, a assessoria de Paulinho esclarece todo o mal entendido, dizendo que a produção disse que a moça nas fotos era uma modelo e que consta em contrato que a utilização das fotos seria feita apenas no site oficial da Letou e que todas as imagens deveriam ter prévia autorização do jogador, para serem veiculadas. Os trâmites da propaganda foram intermediados por uma firma inglesa que representa o jogador e pelo próprio estafe do atleta.

A nota informa ainda que em virtude do desrespeito que implica em descumprimento do contato, está o mesmo, rescindido. e ressalta que Paulinho não cometeu infração alguma. O que houve foi o mal entendido e o descumprimento das normas por parte do contratante.

A campanha ainda não começou a ser veiculada nas Filipinas, onde o jogo não é proibido mas, ao que tudo indica, não haverá campanha por conta da rescisão do contrato.

Processo

A página Esportes, do UOL publicou que o jogador irá entrar com um #processo contra a empresa filipina porque algo assim poderia trazer prejuízos à sua imagem, justamente por conta da ilegalidade tanto de jogos de azar, quanto de filmes adultos.

O comunicado foi feito através do “Globoesporte”.