Em uma sincera entrevista coletiva nesta segunda-feira, 10, o meia Guerra colocou uma carga extra de pressão sobre o #Palmeiras na disputa da #Libertadores da América. Contratado pelo alviverde no início da temporada, o jogador garantiu que se por acaso o seu time não vencer o torneio continental em 2017, será um verdadeiro "fracasso".

O venezuelano colocou o Palmeiras como o grande favorito ao título e lembrou que as equipes têm enfrentado o alviverde como se fossem "finais". Na última sexta, a equipe de Guerra avançou às semifinais do Paulistão ao aplicar 3x0 no Novorizontino, no Pacaembu.

"Acredito que o Palmeiras montou um elenco capaz de ser campeão da Libertadores.

Publicidade
Publicidade

Se não conseguirmos, vai ser um fracasso. Temos atletas com sabedoria, técnica e sabemos que temos que demonstrar tudo isso a cada partida. Não se joga mais só com nomes ou contratações", destacou o meia.

Mais uma vez extremamente competitivo no mercado, o Palmeiras se destacou nos primeiros meses da temporada ao garantir nomes como Felipe Melo, Borja, Willian Bigode, além do próprio Guerra. Na última semana, o clube anunciou a contratação do zagueiro Luan, que pertencia ao Vasco da Gama.

"Nosso time está conseguindo respeitar bastante os rivais, e isso é importante. Estamos apresentando bom nível em todos os torneios que estamos jogando no momento. No Paulistão, estamos bem tanto como mandantes como visitantes. Agora é hora de mostrar isso também a nível internacional", ampliou Guerra.

Publicidade

Na próxima quarta-feira, em São Paulo, o Palmeiras recebe o Peñarol pela terceira rodada da fase de grupos da Libertadores - principal objetivo da equipe nesta temporada. Guerra lembrou que os uruguaios se caracterizam por uma marcação sempre "muito forte", e pediu que o Palmeiras entre da mesma maneira para buscar mais três pontos.

O Verdão lidera o Grupo 5 da competição continental com 4 pontos ganhos. Nas duas rodadas anteriores, empatou em 1x1 fora de casa contra o Atlético Tucumán, da Argentina, e na sequência venceu o boliviano Jorge Wilstermann por 1x0, no Allianz Parque, com um gol do zagueiro colombiano Yerry Mina logo no final da partida. Na chave, o Wilstermann tem 3 pts em segundo lugar e o Peñarol aparece em terceiro, também com 3 pts, mas com saldo inferior. O Atlético Tucumán é o lanterninha da chave com apenas 1 ponto. Nesta terça, Wilstermann recebe o Tucumán abrindo a rodada do grupo 5.