Considerado como o estádio do Flamengo para a temporada de 2017, a #Arena da Ilha ainda não foi inaugurada por uma série de fatores. Um deles foi desvendado nesta quinta-feira (6/04) pela Folha da São Paulo e pelo programa Bom Dia Brasil. Um problema em uma #Tubulação de águas pluviais é uma das principais 'pedras no sapado' da diretoria rubro-negra, atrasando a inauguração para maio, possivelmente para o Campeonato Brasileiro.

Inicialmente, o clube rubro-negro pretendia utilizar o estádio para a fase de grupo da #Libertadores e algumas partidas do campeonato estadual. Contudo, a retirada das arquibancadas pelo Botafogo, antigo locatário do estádio da Portuguesa-RJ, e o estado precário do gramado, fez com que o clube adiasse a estreia.

Publicidade
Publicidade

Nos últimos dias, páginas partidárias do clube divulgaram vídeos com a situação da reforma, mas sem citar o problema na tubulação.

Denuncias

Durante o dia, o vice-presidente de administração do Flamengo, Rafael Strauch, acusou o rival Botafogo, antigo locatário da Arena, de saber da necessidade das obras. Pelas redes sociais, o dirigente fez fortes acusações contra um suposto funcionário do Botafogo. "Eles sabiam do problema" Nós soubemos em fevereiro e dai (sic) em diante estamos tomando todas as medidas para resolver, coisa que eles ñ (sic) fizeram".

Tubulação antiga

Em nota, o Flamengo diz que o problema na tubulação é antigo "desde outubro do ano passado, quando administrado pelo Botafogo" e que "o Flamengo tomou todos os cuidados, incluindo, nas diversas alterações que fez no projeto, o desvio e reconstrução da tubulação em questão para segurança do espaço".

Publicidade

Ainda de acordo com o clube, o projeto para corrigir o problema de tubulação foi apresentado e aprovado pela Rio Águas, órgão da cidade carioca responsável pela manutenção dos rios e canais da cidade.

Rubro-negro andarilho

Desde a temporada passada, quando o Maracanã foi entregue para ao Rio-2016 para os Jogos Olímpicos, o clube não tem um estádio para mandar os seus jogos. Tanto que em 2016, o clube teve como casa o Raulino de Oliveira (Volta Redonda), Mané Garrincha (Brasília), Arena das Dunas (Natal-RN), Kleber Andrade (Cariacica-ES), Pacaembu (São Paulo), além do próprio Maracanã, este a partir da 32ª rodada do Brasileiro.

Nesta temporada, o Flamengo já jogou em quatro estádios diferentes como mandante. Pela Taça Guanabara e Taça Rio, estreou em Natal, fez um clássico contra o Vasco em Brasília e mandou as restantes em Volta Redonda. Pela Primeira Liga, jogou no Mané Garrincha e no Bezerrão (Gama-DF), além de fazer a estreia da Libertadores no Maracanã, na vitória por 4-0 sobre o San Lorenzo.