O #Mercado da bola, por incrível que pareça, ainda está aquecido. O Palmeiras, por sua vez, dispara na frente como o maior clube 'comprador' do Brasil. Depois de acertar as chegadas de Hyoran, Raphael Veiga, Felipe Melo, Keno, Alejandro Guerra e Miguel Borja, chegou a hora de reforçar o sistema defensivo.

As prováveis propostas por Vitor Hugo e a lesão de Thiago Martins fizeram o clube repensar o retorno ao mercado da bola. O título da Copa Libertadores deste ano é o principal alvo, e não é necessário correr riscos além dos riscos que o próprio #Futebol já impõe. O técnico Eduardo Baptista foi consultado e concordou com a chegada de mais um atleta.

Publicidade
Publicidade

Alexandre Mattos, executivo de futebol, conversou primeiro com o Coritiba para saber a situação de Juninho. O jogador já foi cobiçado pelo Verdão em 2016 mas não houve acerto. A Crefisa/FAM, patrocinadores e parceiros do Palmeiras, ofereceram R$ 13 milhões para fechar o negócio.

Com a dificuldade no Paraná, Mattos viajou para o Rio de Janeiro para conversar com o Vasco sobre Luan. A princípio, o bate papo não foi produtivo. Eurico Miranda insistiu em valores maiores e dificultou o negócio. Mattos não desistiu e conversou com agentes do atleta.

O 'martírio' finalmente terminou hoje. Luan aceitou as bases salariais e fará exames médicos em São Paulo. Se for aprovado, será anunciado como novo zagueiro do #Palmeiras para a temporada 2017. O contrato será de quatro anos e o valor do salário não foi divulgado e nem afixado.

Publicidade

Ajuda da Crefisa

A patrocinadora do Verdão concordou em ajudar e pagará Luan em cinco parcelas de R$ 2 milhões. O negócio foi considerado bom para a financeira. Se tivesse fechado com Juninho, o custo seria de R$ 3 milhões a mais. O alívio nos cofres com a venda de Lucas Barrios para o Grêmio possibilitou o negócio.

O Alviverde ainda pode contratar mais um atleta na temporada. Valdívia, atacante do Internacional, recebeu proposta e deve aceitar jogar no Alviverde. O Corinthians, rival absoluto, também propôs negócio: uma troca com Giovanni Augusto. Com problemas financeiros, o time gaúcho deve preferir o dinheiro.