Imagine a situação. Você é um jogador de #Futebol revelação de um dos grandes times do Rio Grande do Sul. Após uma boa temporada, recebe proposta dos três maiores clubes de São Paulo. A rivalidade no grande centro é muito acentuada e a escolha precisa ser acertada. É difícil sair de um rival e jogar no outro ou até mesmo decepcionar certa torcida.

Tudo certo para jogar em um clube, mas de última hora você aceita proposta de outro por causa do projeto. Chega em um clube que tinha acabado de se safar de queda para a segunda divisão e uma série de incertezas rondando. A única palavra em quem confiar: o executivo de futebol atual bicampeão brasileiro.

Publicidade
Publicidade

Essa foi a história do atacante Dudu. Perto do Corinthians e até anunciado como novo reforço alvinegro por algumas mídias, o jogador resolveu aceitar proposta do #Palmeiras por intermédio de Alexandre Mattos, recém contratado do Cruzeiro. A ideia de Mattos era contratar pelo menos 10 jogadores para fazer uma poderosa 'espinha dorsal'. Dudu fazia parte dessa espinha e tinha toda credibilidade.

Logo no primeiro campeonato, chegou na final. No Paulistão, o Palmeiras viu o Santos ser Campeão nos pênaltis. Mas o troco estava por vir: em jogo emocionante, o Verdão foi Campeão da Copa do Brasil ao bater o mesmo Santos nos pênaltis. Foi o primeiro título de Dudu no Alviverde.

Em entrevista para o canal de TV Fox Sports, Dudu reafirmou que deseja até se aposentar no Palmeiras. Propostas, ele disse, foram recebidas.

Publicidade

Mas a vontade de permanecer foi e é maior. Mattos também já teve diversas conversas com o atleta visando justamente fornecer tranquilidade para que o projeto continue. Atual Campeão Brasileiro, Dudu promete até fazer uma tatuagem se o Verdão levantar o bicampeonato da Libertadores.

Briga no Uruguai

Felipe Melo e mais três jogadores do time uruguaio foram suspensos provisoriamente por três partidas na Libertadores. O delegado e o juiz da partida entenderam que Melo provocou os uruguaios ao 'erguer as mãos para os céus' após o juiz apitar o final da partida. O Palmeiras, para se defender, divulgou vídeo onde o volante fez esse gesto em praticamente todos os jogos, inclusive antes mesmo do início do jogo.

A Conmebol promete uma decisão em até 30 dias. Se for bastante extremista, tanto Palmeiras quanto Peñarol podem ser excluídos do torneio. Os jogadores envolvidos na confusão também pode tomar gancho pesado de até dois anos sem jogar competições organizadas pela entidade. #Mercado