Parece que a corrupção está mesmo enraizada na vida dos brasileiros, onde em praticamente todas as esferas nos deparamos com situações corruptivas. Dessa vez, foi nos gramados a situação que veio à tona, onde um goleiro de um clube pequeno no Paraná sofreu uma tentativa de suborno para ser goleado pelo time rival, em um jogo que acontecerá neste sábado, 8. Neto Volpi é goleiro do time Inter de Lages no Paraná e tudo aconteceu por mensagens pelo WhatsApp.

O goleiro recebeu a proposta de 15 mil reais para sofrer dois gols na partida deste sábado contra o Joinville. O pedido inusitado foi feito por Fred Nelson de Oliveira, que é presidente do Andraus, um time também do Paraná, só que pertence à segunda divisão.

Publicidade
Publicidade

Quem informou sobre a identidade do criminoso foi a própria direção do Inter de Lages, que resolveu trazer o caso à tona após esclarecimentos publicados em toda a mídia.

Cristopher Nunes é o responsável pelo time e foi ele quem registrou um boletim de ocorrência contra Fred Nelson que tentou aliciar o goleiro Neto Volpi pelo WhatsApp. Nelson Nunes é gerente do Leão Baio e contou como aconteceu a aproximação de Fred que procurou o goleiro no início da semana. O gerente ainda disse que Fred falou com ele que, o assunto era bom para o goleiro, mas Neto Volpi recusou o acordo proposto pelo presidente do Andraus.

O goleiro começou a receber ligações no clube perguntando se poderia conversar sobre um assunto de seu interesse. Neto achou que poderiam ser outras propostas de trabalho para clubes maiores e disse que sim, que poderia atender o telefone.

Publicidade

Depois de conversarem, o goleiro passou seu número pessoal e foi pelo WhatsApp que toda a conversa sobre o plano de sabotar o próximo jogo de seu clube aconteceu.

O Joinville já se pronunciou sobre o caso e disse que não tem qualquer envolvimento com essa negociação entre Fred e Neto. Fred começou a conversar com o goleiro falando sobre escalações e muito futebol, já que o presidente do Andraus é ex-jogador.Mas, em um momento Fred é claro demais e chega a falar do valor da propina oferecida ao goleiro em troca dele sofrer dois gols no sábado.

Foi quando o goleiro recusou-se a aceitar a proposta que Fred resolveu pedir ele para apagar a mensagem, mas, mesmo após ouvir um não inicial de Neto, o presidente do clube Andraus continuou insistindo, perguntando se poderia ser em outro dia. O caso é chocante e foi registrado nesta quinta-feira, 8, na 2ª Delegacia de Polícia em Lages, onde o delegado Márcio Schutz está apurando o caso.

#Crime #Casos de polícia #Esportes