O Rexona/Sesc (Rio de Janeiro) derrotou o Vôlei Nestlé (Osasco) por 3 sets a 2 pela final da #Superliga 2016/17, na manhã deste domingo (23), consagrando-se campeão na Jeunesse Arena, no Rio de Janeiro. As duas equipes de melhor campanha no torneio - #Rexona/Sesc (RJ) em primeiro e Vôlei Nestlé/Osasco em segundo - fizeram um jogo muito equilibrado, com Bernardinho conquistando seu 12º título da competição pelo Rio de Janeiro.

O jogo

O primeiro set começou com as cariocas superiores abrindo cinco pontos. Com bloqueio pesado das centrais Carol e Juciely, o time de Bernardinho mostrava superioridade. Na metade do set, o time de Osasco cresceu na partida, com a ponteira Tandara, e chegou a empatar 17/17, mas com erros de recepção o Rexona fechou em 25/19.

Publicidade
Publicidade

O segundo set parecia ser replay do primeiro, mas desta vez a história foi diferente e o Osasco abriu no final, fechando em 25/22.

Com 1 set a 1 no placar, o terceiro set começou equilibrado, com as duas equipes errando pouco e com um ataque dentro e um bloqueio, o Rexona/Sesc fez 24/22 e com erro de recepção fechou 2 sets a 1 com parciais 25/22.

A final parecia encaminhar para mais uma vitória de Bernardinho com 2 sets a 1, mas o Osasco partiu para o ataque e chegou abrir nove pontos 17/09. O Rio de Janeiro ameaçou uma reação 14/19, mas com superioridade no set o time do Vôlei Nestlé venceu 25/18 levando a partida para o tié-break.

O tié-break começou com o Rexona/Sesc abrindo o placar com ataque da ponteira Gabi. A oposta Paula empatou para o Osasco e com forte bloqueio o Rio de Janeiro abriu 04/01.

Publicidade

O Vôlei Nestlé nervoso em quadra errava muito e não conseguia passar pelo forte bloqueio das cariocas, que fez Luizomar pedir tempo técnico, que não surtiu efeito e Juciely fez 06/01 no ataque. Com vantagem no placar o Rio de Janeiro aproveitava o nervosismo do Osasco para pontuar 08/02. Com ataque de Monique, o Rexona/Sesc fechou o jogo 15/06.

Experiência

“Tenho muito orgulho de vestir esta camisa e toda equipe está de parabéns pela vitória e estou muito feliz”, comemora a experiente líbero Fabi do Rexona/Sesc.

O Rexona/Sesc fez sua décima terceira final seguida e conseguindo sua décima segunda vitória do torneio com o técnico Bernadinho. Drussyla foi um dos destaques da competição, sendo decisiva nas semifinais e final da Superliga 2016/17. A ponteira Gabi destacou a entrada da oposta na equipe, que esteve na reserva na maior parte do torneio. "O time é muito unido e todas que entraram foram muito bem, principalmente a Drussyla", enfatizou a ponteira. #Vôlei Nestlé