O Flamengo perdeu Jorge, Palmeiras abriu mão de Gabriel Jesus. E assim vai, mas o #Santos foi uma das poucas equipes que conseguiu manter o seu elenco para a atual temporada. Porém, para isso é necessário dizer não a bons negócios e aumentar os gastos, como aumento salarial.

A diretoria não quer, mas se vê obrigada a vender alguns dos seus jogadores para aliviar os cofres do clube. O momento financeiro do Santos não é ruim, porém o clube já atrasou salários na atual temporada.

O presidente Modesto Roma, que vem sendo elogiado pelo bom trabalho financeiro que vem fazendo no clube, lamentou ter que vender jogadores. ''Não tem como, teremos que vender.

Publicidade
Publicidade

Não dá pra saber do futuro, mas iremos ver as propostas. O nosso objetivo é fazer bons negócios. Na próxima janela de transferências é mais importante ter bons negócios do que bons jogadores'' afirmou o presidente santista.

Os jovens jogadores do Santos sempre chamam a atenção do #Futebol Europeu. Os atletas com maiores chances de deixar o clube são Lucas Veríssimo, Thiago Maia e o lateral Zeca, que no momento está machucado.

Modesto Roma também não deve fazer novas contratações nesse momento. Ele vê qualidade no elenco e, pela primeira vez em três anos, não irá contratar um jogador do interior do futebol paulista. Fora do Paulistão e focado na Copa do Brasil e Libertadores, Santos não deve ir no mercado e assim ajudar a manter as contas em dais. O nome de Thallyson, do RB Brasil, foi sondado, mas acabou não havendo negócio.

Publicidade

Sem estar com a carteira cheia, o Santos pode até contratar, mas terá que ser negócios de oportunidade. Ou seja, jogadores que possam chegar à Vila Belmiro sem custo.

A diretoria do Peixe gastou muito nessa temporada com reforços. Bruno Henrique foi o mais caro, custou cerca de R$ 13 milhões aos cofres santistas. O segundo mais caro foi o zagueiro Cléber, que foi contratado junto ao Hamburgo, da Alemanha, por cerca de R$ 7 milhões. Porém, o zagueiro está em baixa no Santos. Sem vaga no time titular, ficou de fora do último jogo do Santos na Libertadores.

Outro nome que não jogou muito foi Leandro Donizete. O atleta foi contratado junto ao Atlético Mineiro, mas acabou não indo bem nas oportunidades que teve. Com Renato jogando bem, como sempre, as chances do ex-Galo ganhar mais espaço são bem baixas.

O próximo jogo do Santos é nesta quarta-feira (26), quando enfrenta o Paysandu em busca de uma vaga nas quartas de finais da Copa do Brasil. #Esportes