O #Santos quer um dos últimos personagens que passaram pelo #Futebol brasileiro: o chileno Valdívia. O ex-palmeirense e o Peixe estariam negociando para o jogador ser apresentado na próxima janela de transferências, que abre na metade do ano. O Mago, como é chamado pelos chilenos, está no Al Wahda e ficará sem contrato em junho, já que até agora não renovou com a equipe dos Emirados Árabes.

Valdívia poderia ter sido apresentado ainda no último mercado da bola, que se encerrou no dia 4 de abril. A direção do Santos e o jogador teriam conversado por quase dois meses, quando o clube brasileiro apresentou uma proposta com contrato de produtividade e um salário fixo.

Publicidade
Publicidade

Em primeiro momento, Valdívia aceitou as condições. Porém, na hora de assinar, o jogador recusou e pediu ainda um aumento salarial.

Para os santistas, Valdívia usou o final da janela de transferências para fazer pressão no clube, quase sendo obrigado a aceitar o pedido. No entanto, o presidente do Peixe, Modesto Roma, não gostou da atitude do jogador e deu a negociação como encerrada.

Quem ainda mantém viva a conversa do clube com o jogador é o técnico Dorival Júnior, que insiste na contratação do chileno. A comissão técnica santista acredita que se fechar agora com Valdívia, poderá evitar uma negociação mais demorada e ainda a concorrência de outros clubes brasileiros.

Para entrar na realidade do Santos, Valdívia terá que aceitar o salário abaixo dos R$ 300 mil. Os únicos dois jogadores que recebem acima dessa quantia são o meia Lucas Lima, camisa 10 da equipe, e o atacante Ricardo Oliveira, artilheiro santista.

Publicidade

O que motiva a comissão técnica a seguir com a negociação é o fato de Valdívia já ter aceito uma vez a proposta. O contrato, inclusive, não foi descartado e segue apenas esperando a assinatura do jogador da Seleção do Chile. Caso tivesse aceitado, Valdívia teria sido apresentando nesta sexta-feira (14), dia do aniversário do Santos, que completa 105 anos.

O histórico de Valdívia

O Mago chileno teve duas passagens pelo futebol brasileiro, as duas no Palmeiras. Na primeira, Valdívia foi um dos destaques da equipe entre 2006 e 2008, onde conseguiu realizar 53 jogos e marcou 11 gols. Já na segunda, que começou em 2010, a história foi diferente. Com muitas lesões e pouco futebol, Valdívia acabou fazendo parte da equipe que conseguiu ser campeã da Copa do Brasil de 2012, mas, ao mesmo tempo, rebaixada no Brasileirão.

A sua passagem polêmica durou até 2015, quando se transferiu para o Al Wahda. No clube dos Emirados Árabes, teve 41 jogos e 11 gols em duas temporadas. #Mercado da bola