O Palmeiras foi campeão brasileiro e 2016 com todos os méritos possíveis. O time, comandado na época pelo técnico Cuca, conquistou a taça antecipadamente. A conquista veio 22 anos depois do último título do Brasileirão, em 1994. Sem dúvida alguma, foi um grande feito.

Entre os destaques do time estavam Gabriel Jesus (que foi vendido para o Manchester City), Vitor Hugo, Yerry Mina, Tchê Tchê, Moisés e Dudu. Jesus foi o único negociado e a diretoria fez um enorme esforço para manter todos do elenco. A ideia é buscar o bicampeonato da Libertadores mantendo a base e a “coluna” do time.

O começo do ano não teve nenhum tipo de ameaça dos chineses e nem do #Mercado europeu.

Publicidade
Publicidade

Algumas sondagens aconteceram, mas nada importante ou que precisaria de alguma intervenção. No entanto, o #Palmeiras pode receber uma proposta praticamente irrecusável até o final do mês de maio.

Zagueiro na Europa?

A Fiorentina voltou a carga para ter o zagueiro Vitor Hugo. Depois de tentar negócio em 2016, o time italiano não conseguiu avançar. Alexandre Mattos, executivo de #Futebol, dificultou bastante a saída do jogador e garantiu que ele só sairia por um “caminhão de dinheiro”.

O Palmeiras ainda estava em meio a disputa do Nacional e Edu Dracena ainda não mostrava pinta de titular. Há cerca de um mês, o Palmeiras confirmou a chegada do zagueiro Luan, do Vasco. O jogador ainda passa por um tratamento para poder iniciar o treinamento.

A ideia é tê-lo à disposição em um mês. A chegada de Luan não foi à toa: o Palmeiras sabia que a Fiorentina retomaria a proposta por Vitor Hugo.

Publicidade

Segundo site da imprensa italiana, a proposta é 8 milhões de euros (R$ 27,8 milhões). O valor é R$ 7 milhões a mais do que a proposta feita no passado. Se o documento chegar na mesa da diretoria, o atleta será vendido. Não terá como segurar.

Tranquilidade

Se optar por fechar o negócio, o Palmeiras fará de modo tranquilo. O técnico Eduardo Baptista já garantiu que Mina e Edu Dracena dão conta do recado. Luan está quase recuperado e também deve integrar o elenco. A base palmeirense também tem bons nomes que podem “tapar o buraco”.

Líder do grupo na Libertadores, o Palmeiras pode assegurar a classificação para a segunda fase da Copa Libertadores já contra o Jorge Willsterman. Se vencer os bolivianos, o número de pontos alcançado pelo Alviverde não poderá ser ultrapassado por ninguém. Para finalizar a primeira fase do torneio, o Palmeiras receberá o Atlético Tucumán, no Allianz Parque.