O Vasco está criando o projeto Descobridores, que visa aumentar a sua presença nacional para buscar talentos que possam atuar pelo Gigante da Colina. A ideia da diretoria é utilizar ex-jogadores do clube como representantes, mas pode haver exceções. Isso porque o carrasco do Flamengo, o ex-jogador Salvador Cabanãs, foi procurado e pode virar um representante do #Vasco no Paraguai.

O Vasco entrou em contato com o pai do ex-jogador e deixou claro a intenção que o ex-atleta participe do grande projeto que o clube está montando. Pedro Monteiro, o coordenador do Centro de Inteligência e Análise do Vasco falou mais sobre o assunto.

Publicidade
Publicidade

''Ainda não fechou, mas estamos conversando. Nós queremos muito a participação dele no nosso projeto. Queremos ajudá-lo. Não só tê-lo no Vasco, mas que ele faça parte disso. Achamos que o Paraguai é um país interessante e ele pode ser um bom descobridor, pela figura que foi, pelo que representa não só para o #Futebol mundial, mas também para o torcedor vascaíno", concluiu.

O seu auge de fama no Brasil foi quando em 2008, comandou o América do México no Maracanã, aplicando 3 a 0 e eliminando o rubro-negro da competição. Porém, pouco tempo depois, em 2010, acabou sendo baleado na cabeça. O jogador ainda tentou voltar a jogar futebol, mas sem sucesso. Desde 2014 está aposentado de maneira oficial.

Caso Salvador Cabanãs aceite, o ex-jogador deve observar talentos no Paraguai e assim indicá-los para o clube Cruz-Maltino.

Publicidade

A ideia é montar times mais fortes e descobrir talentos, não importa em qual estado ou país eles estejam. O projeto deve contar com apenas ex-jogadores do Vasco, mas com Cabanãs como exceção. Os ex-atletas terão papel importante no clube para a formação de equipe ainda mais vitoriosas.

Hoje o Vasco está usando bons jogadores da base no time principal. Os jovens jogadores estão chamando a atenção e com Milton Mendes devem ganhar ainda mais oportunidades. Douglas nesse momento é o melhor caso. O jogador está se destacando e vai ser peça fundamental na equipe durante a disputa do Campeonato Brasileiro, que começa no próximo mês.

Com o uso de jogadores de base, os clubes economizam na compra de direitos econômicos, que são muitas vezes, de valores milionários. Se o atleta se destacar, outros clubes irão demonstrar interesse e geralmente estão dispostos a pagar muito dinheiro para pode contar com eles. O caso mais recente foi Luan, zagueiro Cruz-Maltino que foi contratado pelo Palmeiras, por 10 milhões de reais. #Esporte