Neste domingo (28), foi disputada a 101ª edição da tradicional 500 milhas de Indianápolis, prova vencida pelo japonês Takuma Sato e também a estreia do bicampeão de Fórmula 1, Fernando Alonso, no templo do automobilismo. Porém, o fato que mais chamou a atenção foi o violento acidente do neozelandês Scott Dixon, que felizmente nada sofreu. Veja o vídeo.:

A prova seguia de forma tranquila e sem nenhuma bandeira amarela, até que na volta 53, o piloto Jay Howard bateu no muro e seu carro voltou para o meio da pista. Dixon, que vinha logo atrás, não conseguiu desviar e bateu na lateral do carro inglês e decolou. Ainda no ar, o carro do piloto da Ganassi passou por cima de Hélio Castroneves e depois caiu de lado em cima da mureta de proteção do lado interno da pista.

Publicidade
Publicidade

O impacto foi tão violento, que o carro se partiu em dois, com o eixo traseiro indo parar no meio da pista, enquanto que o cockpit com o piloto foi para a lateral, com apenas uma das rodas presa ao que restou do monoposto. Apesar da impressionante imagem, Dixon deixou o carro sozinho e caminhando normalmente, assim como Howard.

Na semana passada, durante os treinos classificatórios, o francês Sébastien Bourdais bateu de frente na saída da curva 1, o que lhe causou fraturas na bacia e quadril. Ele passou por cirurgia e a previsão é que ele volte a correr apenas na última etapa do calendário, o Grande Prêmio de Sonoma, em 17 de setembro.

Alonso traído pelo motor

A grande atração das 500 milhas deste ano foi a presença do espanhol Fernando Alonso, que abriu mão de competir o Grande Prêmio de Mônaco para disputar pela primeira vez uma corrida em circuito oval.

Publicidade

E o bicampeão de Fórmula 1 não decepcionou as mais de 300 mil pessoas que foram acompanhar a corrida. Largando na quinta posição, Alonso se manteve sempre entre os primeiros colocados e chegou a liderar a corrida em algumas oportunidades, mas quando restavam 22 voltas para o final e ele vinha brigando pelas primeiras posições, o motor Honda acabou estourando, parara frustração dos torcedores.

Japonês voador

Takuma Sato se tornou o primeiro japonês a vencer as 500 Milhas de Indianápolis. O piloto da Andretti-Autosport fez grande prova e superou o Hélio Castroneves a quatro voltas do final, impedido que o brasileiro vencesse a prova pela quarta vez e se tornasse um dos maiores vencedores na mística pista, ao lado de A. J. Foyt, All Unser e Rick Mears. O terceiro colocado foi o Ed Jones, dos Emirados Árabes. O britânico Max Chilton, seguindo do outro brasileiro Tony Kanaan. #Fórmula Indy #Fenando Alonso #Acidente