A próxima offseason da #NBA terá nomes como Stephen Curry, Kevin Durant, Gordon Hayward, Blake Griffin, Chris Paul, Kyle Lowry e Paul Millsap podendo negociar seus contratos ou mudando de franquias. Boston Celtics, Los Angeles Lakers, Los Angeles Clippers, Toronto Raptors, Golden State Warriors e Utah Jazz estão todos de olho na possibilidade de assinar com um desses astros, porém, as franquias que não conseguirem uma grande contratação na agência livre terão dois ótimos nomes para adquirir por trocas.

Carmelo Anthony

Adquirido pelo New York Knicks em durante a temporada 2010-11, Carmelo Anthony tem um currículo invejável com a franquia.

Publicidade
Publicidade

24.7 pontos, 3.2 assistências, 6.9 rebotes, um roubo de bola e 44% de aproveitamento nos arremessos. Foram sete presenças no Jogo das Estrelas e o título de cestinha da NBA em 2014, porém, apenas três idas aos playoffs com um aproveitamento de sete vitórias e 14 derrotas. A única série vencida pelo Knicks na era-Melo foi contra o Boston Celtics em 2013, quando a franquia de Massachusetts estava com o armador Rajon Rondo contundido.

Após três anos sem vencer sequer 40% de seus jogos, Knicks e Anthony entenderam que o fim da parceira é o melhor para ambos os lados [VIDEO]. O único fato que impediu a saída do ala durante a última campanha e pode dificultar um negócio nessa offseason é Carmelo deter o poder de decidir para onde quer ir. Normalmente, os contratos de jogadores da NBA não possuem cláusula de troca, fazendo com que os atletas sejam “reféns” da vontade de negociação da franquia.

Publicidade

No caso de Carmelo, o Knicks só poderá trocá-lo se ele aceitar seu novo time.

A busca por um título é o principal fator para Carmelo escolher sua nova equipe. Durante os últimos anos, Cleveland Cavaliers e Los Angeles Clippers chegaram perto de fechar negócio com o Knicks, porém, ambos têm problemas em incluir Kevin Love ou Blake Griffin no pacote. Enquanto o primeiro permanecerá pronto para conquistar títulos com seu atual elenco, o Clippers deve aproveitar os contratos expirantes de Griffin e Chris Paul para mudar a equipe após mais uma eliminação precoce.

Apesar da crença que qualquer equipe com projeto de ”contender” possa adquirir Melo, a preferência do jogador de 32 anos é por grandes mercados como Los Angeles e Boston.

Paul George

Se para o Knicks o problema é Carmelo não querer sair para qualquer equipe, a questão no Indiana Pacers é o fato do ala Paul George poder deixar a franquia sem qualquer retorno para o time. Com mais um ano de contrato em Indiana, George já deixou claro que não renovará se o time não apresentar um projeto vitorioso.

Publicidade

Após a derrota para o Cleveland Cavaliers na pós-temporada, o planejamento do Pacers começou com a lenda Larry Bird renunciando de seu cargo como presidente de operações.

Segundo melhor jogador do Pacers, Jeff Teague será agente livre na metade desde ano e, não renovar com o armador já deixaria claro para George o rumo que a equipe pretende seguir. Sendo assim, o Pacers precisaria trocar o astro antes do fechamento da janela de transferências, em fevereiro de 2018, para conseguir algo pela estrela. Na última temporada, George quase foi negociado com o Los Angeles Lakers e a equipe terá sua preferência na agência livre de 2018.

Ao contrário de Carmelo Anthony, George pode ser trocado para qualquer franquia sem seu consentimento, porém, é pouco provável que algum time aceite negociar valiosos recursos para o futuro sem ter certeza se Paul assinará um novo contrato.

Além do Lakers, Clippers e Celtics também aparecem como favoritos para fechar um negócio pelo quatro vezes ­selecionado para o Jogo das Estrelas e vindo de sua melhor temporada na NBA com 23.7 pontos, 6.6 rebotes, 3.3 assistências, 1.6 roubos de bola e 46% de aproveitamento nos arremessos de quadra. #Esportes #Basquete