O Palmeiras deve ter mais um aumento substancial em sua receita. No final de 2016, o Alviverde já fez um incremento e tanto em suas contas após concluir a negociação de Gabriel Jesus com o Manchester City. Foram mais de R$ 75 milhões para os cofres na Rua Palestra Itália. Esse valor, inclusive, fez o clube fechar com um dos maiores superávits da história.

A quantia deu chance ao #Palmeiras de fazer a manutenção de alguns atletas. Aliado com a ajuda da Crefisa, atual patrocinadora, o time conseguiu se segurar e manter a sua base. Dudu e Thiago Santos, por exemplo, são 100% do Verdão após um presente de Leila Pereira, dona das empresas que estampam a marca no uniforme.

Publicidade
Publicidade

Ontem, na Bolívia, o Palmeiras perdeu por 3 a 2 para o Jorge Willsterman e expôs um sério problema para o seu torcedor: o que será daqui para frente? Em três partidas na competição, duas foram vencidas no último minuto e contra equipes que não estão bem no momento. O técnico Eduardo Baptista volta para o Brasil recheado de dúvidas e principalmente de cobranças, tanto de palmeirenses quanto de sócios e conselheiros. Será que ele suportará a pressão?

O treinador começou a trabalhar efetivamente ainda em dezembro. Até hoje, mais de cinco meses, não conseguiu dar uma cara para o time. O Palmeiras não tem uma formação sólida e consistente. E o treinador deve ter mais um problema para contornar.

Zagueiro de saída

Segundo o jornal "La Nazione", de Florença, Itália, a Fiorentina aceitou pagar cerca de 8 milhões de euros (R$ 27 milhões) pelo zagueiro Vitor Hugo.

Publicidade

Segundo a publicação, as conversas entre italianos e brasileiros está muito avançada e o jogador deve ter seu rumo decidido muito em breve.

No Palmeiras, Vitor Hugo foi Campeão Brasileiro de 2016 formando dupla com o colombiano Yerry Mina. O jogador chamou a atenção de diversos clubes internacionais pela sua consistência defensiva e também por marcar gols de bola aérea, uma de suas especialidades.

No último mês, no entanto, Vitor perdeu espaço para Edu Dracena no time titular. Além disso, quando é requisitado, não tem dado conta do recado e não tem mostrado o futebol que o projetou. Ontem na Bolívia, por exemplo, o jogador não foi bem e recebeu diversas críticas de torcedores pelas redes sociais.

Para o Palmeiras, vender o atleta é um excelente negócio. Além de abrir dinheiro em caixa ainda evita problemas de relacionamento no grupo. Thiago Martins, zagueiro que se machucou e teve que passar por cirurgia, deve voltar aos treinos em três meses e tornar-se mais uma opção defensiva. #Mercado da bola