Todo fim de temporada é comum surgirem seleções feitas pela imprensa com os grandes jogadores que disputaram os principais campeonatos da Europa. Porém, o jornal As, da Espanha, decidiu reunir uma seleção das grandes decepções, ou enganadores, e ela conta com um brasileiro.

Pouco aproveitado na Inter de Milão e envolvido em uma grande polêmica no último final de semana, quando ao ver que não entraria no jogo abandonou o banco de reservas antes do término da partida, o atacante da Inter de Milão Gabriel, o #Gabigol, é o único brasileiro a fazer parte da lista, que conta com nomes de peso, a começar pelo gol, com Cláudio Bravo, que trocou o Barcelona pelo Manchester City de Guardiola e após sucessivas falhas foi parar no banco de reservas.

Publicidade
Publicidade

As laterais foram escaladas com Serge Aurier, do Paris Saint Germain, e Lucas Digne, do Barcelona. A dupla de zagueiros vem da Inglaterra, com John Stones do Manchester City e Shkodran Mustafi do Arsenal.

Nem o jogador mais caro do mundo escapou da ingrata seleção. Contratado pelo #Manchester United junto a Juventus por mais de 100 milhões de euros, o meia Paul Pogba também foi incluído na lista de enganadores. Pesou contra o francês a fraca campanha dos Diabos Vermelhos na Premier League, que ficaram apenas na sexta colocação.

Além dele, o meio de campo das decepções foi escalado com Grzegorz Krychowiak, do PSG, e Renato Sanches, do Bayern de Munique. No ataque, além do ex-santista, também estão Nicolás Gaitán do Atlético de Madrid e Jesé Rodríguez do Las Palmas.

Pediu desculpas

Um dia após ter abandonado o banco de reservas durante a partida contra a Lazio, o atacante Gabriel se manifestou sobre o ocorrido.

Publicidade

Através de um comunicado publicado nas redes sociais, o jogador disse que teve uma atitude impensada e inadequada e se desculpou com os torcedores e com os companheiros de clube.

Após o técnico Stefano Vecchi ter feito a terceira alteração, o brasileiro e irritou por não ter entrado na partida, pegou suas coisas e abandonou o banco. A atitude não agradou em nada ao treinador, que disparou pesadas críticas ao atacante, chegando a dizer que “ele se acha”.

Contratado pelo clube italiano logo após as Olimpíadas por cerca de 30 milhões de euros, o jogador teve poucas oportunidades na equipe, que já teve três treinadores nesta temporada. Gabigol esteve em campo em nove partidas (nenhuma completa), totalizando 186 minutos e apenas um gol anotado. Na última janela europeia, especulou-se que ele poderia se transferir para a Inglaterra. #Futebol Internacional