O vídeo de um homem com calça, blusa e boné da torcida organizada corintiana Gaviões da Fiel, dançando em cima de uma latinha de cerveja durante uma festa viralizou nas redes sociais depois de ser postada por uma página no Facebook.

As imagens foram postadas pela página Ettorcida e já foi visualizada por quase 400 mil pessoas. São mais de quatro mil curtidas na publicação, além de cinco mil compartilhamentos e três mil comentários.

Entre as curtidas, a maioria é do emoji “haha”, mas também há muitos “grr”, indicando que corintianos não ficaram satisfeitos com o vídeo que foi gravado e compartilhado nas redes sociais, no último sábado (29).

Publicidade
Publicidade

Vídeo

O vídeo tem apenas 31 segundos e mostra o rapaz com uniforme da #Gaviões da Fiel rebolando em cima de uma latinha de cerveja. Ao fundo, é possível ouvir pessoas gritando “vai”, enquanto um funk é tocado.

Entre os milhares de comentários no vídeo, a maioria era tirando sarro do torcedor do Corinthians e marcando amigos corintianos para assistirem às imagens.

“Isso porque ganharam da Ponte. Imagina quando ganham um clássico”, comentou um internauta. “Tudo normal. Nada de novidade”, tirou sarro outro internauta.

Houve também pessoas mais exaltadas. “Sem comentários. Cara desse se for da torcida mesmo tem que ser expulso a base da porrada”, postou um corintiano, revoltado com as imagens que acabara de assistir.

Torcidas organizadas

O ambiente de torcida organizada é um dos mais machistas do futebol.

Publicidade

Em diversos clubes, as torcidas já deram maus exemplos de homofobia. Atitudes com a desse rapaz, com a roupa da Gaviões da Fiel, é tratada como caso sério.

Caso ele seja mesmo integrante da maior organizada do Corinthians, corre sério risco de ser expulso do quadro de sócios da instituição e pode sofrer punições ainda mais graves.

Os organizados entendem que um vídeo como esse “suja” a imagem da Gaviões da Fiel e faz a torcida virar alvo de piadas de torcedores rivais.

As organizadas do Corinthians foram as responsáveis por trazer ao Brasil o grito de “Bicha” quando o goleiro rival cobra o tiro de meta. No México, onde o grito surgiu, os goleiros são chamados de “putos”.

Essa ofensa já causou bastante polêmica e se espalhou por todo o Brasil. A seleção brasileira foi punida financeiramente depois que seus torcedores usaram este grito na partida contra o Paraguai, na Arena Corinthians, nas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018.

#Torcida do Corinthians