O #Palmeiras visitou a Chapecoense no final de semana e voltou para São Paulo com o amargo resultado de 1 a 0 para o adversário. O torcedor alviverde que imaginava uma nova vitória na competição nacional, ficou frustrado. No #brasileiro 2017, o Verdão tem três pontos (vitória contra o Vasco).

Cuca resolveu armar um time alternativo e poupou suas principais peças. Com Willian, Roger Guedes e Erik no ataque, o time acabou não finalizando bem. Na defesa, o estreante Juninho formou uma boa dupla com Antônio Carlos e deixou o treinador mais esperançoso. Foi o único ponto positivo da noite de sábado.

Após o apito final, o técnico palmeirense resolveu entender a derrota e tirar lições, tanto para ele quanto para a equipe.

Publicidade
Publicidade

Na quarta-feira, 24, o Palmeiras encara o Atlético Tucumán pela última rodada da fase de grupos da Copa Libertadores, objetivo maior do Palmeiras no ano. Se perder até por 1 a 0, a classificação está garantida. Se os argentinos vencerem por mais de dois gols, o Palmeiras estará eliminado.

Cair na competição internacional não passa em nenhum momento na cabeça da diretoria. Uma fatídica derrota por mais de dois tentos prejudicaria demais todo investimento feito. Só em 2017, a Crefisa/FAM, patrocinadora do Palmeiras, já investiu mais de R$ 100 milhões no elenco. Miguel Borja, por exemplo, custou R$ 35 milhões e saiu dos cofres da parceira.

Desfalque certo

Na manhã desta segunda-feira, o técnico da seleção venezuelana, Rafael Dudamel, convocou os atletas do seu país para dois amistosos que fará nos Estados Unidos.

Publicidade

O primeiro será em Utah contra a seleção do país local e o segundo será na Flórida contra o Equador. Os dois jogos visam acertar a equipe que está na última posição das Eliminatórias da Copa do Mundo da Rússia 2018. Só um verdadeiro milagre promoverá a Venezuela para a disputa do Mundial.

Dudamel convocou o meia Alejandro Guerra, do Palmeiras. Com isso, Guerra não poderá defender o Palmeiras nos jogos contra Atlético-MG (04/06), em casa, e Coritiba (07/06) no Couto Pereira, em Curitiba.

Renovação

O Palmeiras decidiu aguardar um pouco mais para negociar a renovação de contrato do goleiro Fernando Prass. A informação do motivo não foi confirmada. O contrato do goleiro findará no meio de 2018.

Prass ainda não sabe quantas temporadas mais quer jogar. Tudo vai depender de sua situação física e das dores que sente no cotovelo. O goleiro palmeirense foi cortado das Olimpíadas após sentir lesão e ter que passar por uma nova cirurgia. #Futebol