Fim da linha para #Argel Fucks no #Vitória. Nesta segunda-feira (1º), a diretoria do clube baiano, após uma reunião, decidiu pelo desligamento do treinador, que não resistiu à derrota, e, consequentemente, eliminação, para o Bahia pela #Copa do Nordeste. Após a partida, ele ainda se desentendeu com alguns jogadores do time adversário.

A equipe será dirigida nos dois jogos da decisão do Campeonato Baiano, contra o próprio Bahia, pelo auxiliar técnico Wesley Carvalho. A informação foi passada ao Globoesporte.com pelo diretor Sinval Vieira, que revelou também que ainda não há nenhum treinador cotado para assumir o cargo. No entanto, nomes como os de Carlos Amadeu, Petkovic e Péricles Chamusca já são ventilados pelos lados do Barradão.

Publicidade
Publicidade

Depois de um bom início de Campeonato Brasileiro pelo Inter no ano passado, Argel foi demitido após queda de rendimento do Colorado. Posteriormente, foi para o Figueirense, mas não conseguiu fazer o time catarinense reagir na competição nacional, sendo também demitido. Por fim, chegou ao Vitória na metade do segundo turno com a missão de livrar o Leão do rebaixamento. Ele obteve êxito na missão, curiosamente ficando à frente das duas equipes que dirigiu anteriormente, que foram parar na Série B.

Nesta temporada o treinador não era a primeira opção da nova diretoria, mas acabou tendo seu vínculo renovado até o final do ano, porém, sua situação esteve longe de ser tranquila. Após derrota para o Galícia por 1 a 0, um grupo de jogadores conversou com a diretoria e a convenceu a seguir com o técnico.

Publicidade

No final do jogo deste domingo (30), contra o Bahia, na Fonte Nova, o treinador esteve envolvido em uma confusão com os jogadores do Tricolor e seguranças precisaram fazer um cordão para evitar o pior. Seu alvo principal era o volante Edson, o qual se desentendeu no jogo anterior e que antes do clássico havia dado uma entrevista dizendo que “se Argel queria confusão procurou o cara certo”. A declaração desagradou o treinador, que foi até os vestiários do Bahia para tirar satisfações depois do jogo.

Após a demissão, Argel divulgou uma nota na qual agradece ao elenco, comissão técnica e funcionários pelo tempo que passou no clube, dizendo que deu o máximo de si. Ele lembrou que mudanças fazem parte do futebol e o treinador está sujeito a elas.

Argel deixa o time após 42 partidas, tendo conquistado 27 vitórias, 5 empates e sofrido apenas 10 derrotas. Além de manter o Vitória na Série A, ele ainda levou a equipe à decisão do Campeonato Baiano e às semifinais da Copa do Nordeste.