O atacante Sassá causou novas polêmicas extra campo durante a última semana e foi novamente afastado pelo #Botafogo. Como o jogador está em fim de contrato e fez uma proposta de renovação considerada absurda pelo clube carioca - pediu salário de R$ 300 mil mais R$ 5 milhões em luvas, o alvinegro o colocou na lista de negociáveis. Ao mesmo tempo, o próprio staff de Sassá já estava oferecendo o atacante a outros clubes. Até o momento, dois clubes se mostraram interessados: #Cruzeiro e #Palmeiras.

Para o Palmeiras, Sassá foi oferecido. O clube do técnico Cuca busca um atacante para compor elenco, já que negociou Alecsandro com o Palmeiras e Rafael Marques com o Cruzeiro.

Publicidade
Publicidade

Para o Botafogo, a ida de Sassá ainda poderia servir como uma ajuda para conseguir a contratação do jovem atacante Erik, que pertence ao Palmeiras. Erik é pouco utilizado e deve ser emprestado, além do clube carioca, o Vitória também interesse na contratação.

Na manhã desta quarta-feira (17), o técnico Cuca disse que não está interessado em Sassá e nem que o Palmeiras está buscando um atacante para compor elenco. No entanto, vale lembrar que o treinador usa bastante dessa estratégia em seus negócios. Antes mesmo de ser anunciado pelo Palmeiras, Cuca disse a veículos brasileiros que estava negociando com equipes chinesas e que não voltaria ao alviverde.

Por outro lado, o Cruzeiro afirma publicamente que quer contratar o atacante de 23 anos. O diretor de futebol Klauss Câmara comentou ao site Superesportes que tanto Sassá, quanto Valdívia, do Inter, são jogadores que o Cruzeiro espera evoluir nas negociações.

Publicidade

Para conseguir o atacante do Botafogo, a Raposa pode tentar uma troca. O clube mineiro é dono dos direitos de Neílton, que está emprestado no São Paulo, mas que é o grande alvo do time carioca para a continuidade do Brasileirão. O Tricolor Paulista já cogita devolver Neílton, o que facilitaria as negociações para o Cruzeiro. Outro ponto positivo para a equipe celeste é que o empresário de Sassá, Federico Pena, prefere que o atacante atue em Minas Gerais.

As negociações por Sassá, independente de onde o atleta irá atuar, devem ser finalizadas até o próximo mês. Como o contrato do centroavante com o Botafogo vai até dezembro, em julho o atleta pode assinar de graça com qualquer equipe. Dessa maneira, o alvinegro corre para não perder dinheiro.

Caso Sassá não acerta com Cruzeiro ou Palmeiras, o jogador pode parar na Rússia. O Lokomotiv Moscou teria a intenção de comprar o atleta, desembolsando cerca de R$ 4,5 milhões.