O lateral-direito Fagner, do Corinthians, e o meio-campista Cueva, do São Paulo, foram julgados pelo Tribunal de Justiça Desportiva de São Paulo (TJD-SP), na terça-feira (2), e jogador corintiano foi suspenso por uma partida, ficando impedido de disputar a decisão do Campeonato Paulista, contra a Ponte Preta, no próximo domingo (7).

Julgamento

Durante o jogo de volta da semifinal do Paulistão, na Arena Corinthians, em Itaquera, os jogadores trocaram farpas em campo. A discussão terminou com #Fagner dando uma “paulistinha” – joelhada na coxa – em Cueva.

O são-paulino caiu no gramado, pois foi atingido na mesma perna lesionada que o tirou de algumas partidas neste ano.

Publicidade
Publicidade

O árbitro da partida e os auxiliares não viram a cena.

No dia seguinte, a direção do São Paulo garantiu que não entraria com uma representação contra o jogador do Corinthians no TJD-SP. A decisão de autuar Fagner e Cueva partiu do próprio tribunal.

Os dois jogadores foram denunciados no artigo 250, no Código Brasileiro de Justiça de Desportiva (CBJF), por “ato hostil”. Ambos poderiam pegar até três jogos de #suspensão.

A votação foi feita por cinco membros do TJD-SP. O primeiro voto foi para que Fagner e Cueva fossem punidos com um jogo de suspensão. O segundo voto pediu que fosse aplicada apenas uma advertência aos dois jogadores.

O terceiro voto acompanhou o primeiro e pediu suspensão de uma partida para os dois atletas. O quarto voto, assim como o segundo, pedia apenas que fosse aplicada advertência ao lateral-direito e ao meia.

Publicidade

O quinto voto, que definiu a situação, pediu a suspensão de Fagner por uma partida e advertência a Cueva.

Efeito suspensivo

Após o julgamento e a confirmação da suspensão de Fagner por um jogo, o Corinthians informou que vai recorrer da sentença aplicada ao lateral-direito. A intenção da direção alvinegra é que o jogador entre em campo contra a Ponte Preta, no próximo domingo, em Itaquera.

O Corinthians venceu o jogo de ida por 3 a 0, no Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas, e está com a mão na taça do estadual. Caso o efeito suspensivo seja acatado, o julgamento aconteceria somente depois da partida do próximo domingo. Assim, o jogador ficaria livre para atuar.

Fagner é hoje um dos principais jogadores do Corinthians e é convocado para a seleção brasileira de Tite. Muitos atletas acusam o lateral corintiano de ser desleal. Em julho do ano passado, após entrada violenta de Fagner, o meia Ederson, do Flamengo, se contundiu e ainda não retornou aos gramados.