Para muitos a temporada do futebol no Brasil começou neste final de semana, quando foi dada a largada para a edição 2017 do Campeonato Brasileiro. E a julgar pelos nove jogos disputados – Coritiba e Atlético Goianiense se enfrentam apenas nesta segunda-feira (15) -, o torcedor poderá ficar animado. Foram muitos gols, uma virada espetacular, três jogos com público acima de 30 mil torcedores e, é claro, polêmica.

E foi com o maior público da primeira rodada que #Flamengo e Atlético Mineiro jogaram sábado (13), no Maracanã, para 50.220 pessoas (sendo 42.575 pagantes). Em campo os times mostraram que o ingresso valeu a pena entregando um belo jogo.

Publicidade
Publicidade

Coube a Matheus Sávio, meio que sem querer, fazer o primeiro gol do #Brasileirão. Elias, um dos artilheiros do ano passado, decretou o empate em 1 a 1.

O mesmo placar se repetiu mais tarde, na Arena Corinthians, onde 31.724 torcedores presenciaram o empate entre o Timão contra a Chapecoense. Jô voltou a se mostrar decisivo abrindo o placar para o campeão paulista, mas na segunda etapa Wellington Paulista empatou para o vencedor do Campeonato Catarinense.

O Maracanã voltou a receber jogo na manhã desde domingo, quando quase 12 mil torcedores acompanharam a primeira vitória de um time na competição. E deu Fluminense, batendo o Santos por 3 a 2 em um jogo muito movimentado. Falando em movimentação, o grande destaque da rodada foi a espetacular virada do Bahia para cima do Atlético Paranaense, no estádio da Fonte Nova, em Salvador.

Publicidade

O Tricolor de Aço perdia o jogo por 2 a 1 até os 39 minutos do primeiro tempo, mas em um curto intervalo de 7 minutos marcou 4 vezes. No segundo tempo, o time nordestino ainda fez mais um, fechado o jogo em 6 a 2.

O jogo foi acompanhado por 8.127 pagantes. Goleada também no Allianz Parque, onde 33.425 pagantes foram prestigiar a reestreia do técnico Cuca no time alviverde. E os torcedores, que proporcionaram renda bruta de mais de 2 milhões de reais não saíram decepcionados e viram o Verdão iniciar a defesa do título nacional batendo o Vasco por 4 a 0.

Também por 4 a 0 foi a goleada da Ponte Preta para cima do Sport Recife, em Campinas, mostrando que o vice-campeonato paulista conquistado pela Macaca não foi mera obra do acaso. Autor de 2 gols, Clayson pode ter feito seu último jogo com a camisa da Ponte. Ele está sendo negociado com o Corinthians. O jogo foi o de menor público, com apenas 3.104 pagantes.

No Mineirão, 6.528 pagantes viram o Cruzeiro apimentar um pouco mais o início de crise no São Paulo ao bater o Tricolor por 1 a 0, com um gol originado em um lance de desatenção da zaga do time paulista.

Publicidade

Recentemente os times haviam se enfrentando pela Copa do Brasil, onde a Raposa eliminou o Tricolor.

No único jogo sem gols do final de semana, 4.798 mil pessoas foram até a Ressacada ver o Avaí retornar à primeira divisão jogando contra o Vitória, que estreava o técnico Petkovic.

Fechando o domingo, o Grêmio recebeu o Botafogo em sua arena e venceu por 2 a 0, no jogo que teve a maior polêmica da rodada. O lance que gerou muita discussão aconteceu no segundo gol do Grêmio, quando Ramon chutou de fora da área, a bola bateu na mão de Luan e encobriu Gatito Fernández. Os atletas do Botafogo reclamaram muito, mas a arbitragem validou o tento. O jogo foi acompanhado por mais de 20 mil torcedores. #Palmeiras