Internacional e Palmeiras fazem nesta quarta-feira (31), às 21h45, no estádio Beira-Rio, o jogo de volta das oitavas de final da #Copa do Brasil. Ainda sem apresentar o novo técnico Guto Ferreira, o que deve acontecer apenas na quinta-feira, o Colorado será dirigido pelo interino Odair Hellmann. No #Palmeiras, a ordem é esquecer a derrota no clássico e buscar a classificação para seguir brigando pelo título, que é uma de suas pretensões na temporada.

Após vencer por 1 a 0 em São Paulo, o time do dirigido por Cuca precisa apenas de um empate, ou até mesmo uma derrota, desde que seja por um gol de diferença, exceto por 1 a 0.

Publicidade
Publicidade

Caso os donos da casa devolvam o placar, a decisão irá para as penalidades.

Internacional sem William Pottker

Sem poder contar com William Pottker, que já defendeu a Ponte Preta na competição, o interino Odair Hellmann deverá começar a partida com Danilo Fernandes no gol, William e Uendel nas laterais, Léo Ortiz e Victor Cuesta fazendo a dupla de zaga. Rodrigo Dourado, Edenílson, Gutiérrez e D´Alessandro formarão o meio de campo. Marcelo Cirno e Nico López serão os homens de frente.

Cuca ainda não revelou escalação palmeirense

No Palmeiras, do time que vinha atuando nos últimos jogos, os desfalques são o venezuelano Alejandro Guerra, que não viajou com a equipe para Porto Alegre, além de Juninho e Mayke, que já atuaram na competição por Coritiba e Cruzeiro, respectivamente. Fora do clássico diante do São Paulo, Zé Roberto e Edu Dracena foram relacionados e podem atuar.

Publicidade

Cuca ainda não revelou a escalação, que pode ter mudanças na lateral-esquerda, meio e ataque.

A equipe que deverá começar jogando terá Fernando Prass no gol, no Fabiano ou Jean na lateral-direita, Mina e Edu Dracena na zaga e Zé Roberto na lateral-esquerda. No meio Felipe Melo, Jean (ou Raphael Veiga) e Tchê Tchê. Na frente, Rafael Veia (ou Róger Guedes), Dudu e Willian (ou Borja).

Excluído?

O jogo desta noite acabou ficando em segundo plano após sair a notícia que o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) encerrou as investigações sobre o caso Victor Ramos e pediu a exclusão do #Internacional do Campeonato Brasileiro da Série B por adulteração do e-mail que tentava provar que o zagueiro do Vitória atuou de forma irregular no último Campeonato Brasileiro.

Esta punição está prevista na federação internacional como a mais grave possível para a infração de falsificação de documentos ou seu uso. Uma pena mais leve seria a proibição do time em fazer contratações ou até mesmo multa. Elas constam no artigo 61 do Código Disciplinar da FIFA e o 234, da Justiça Desportiva Brasileira. O ex-presidente Vitório Píffero, e vice-jurídico, Gustavo Juchen, estão entre os apontados como culpados.

Durante todo o processo, o Inter negou a falsificação dos documentos e que seus advogados foram impedidos de acompanhar o processo. O STJD respondeu que clube era investigado e por isso não poderia ter acesso às investigações na íntegra.