Ninguém leva mais público ao estádio do que o Flamengo na atual edição da Copa Libertadores da América. A média de 59 mil pagantes nos três jogos feitos no Maracanã, na primeira fase da competição continental, poderia ser um ótimo reforço para os cofres do Rubro-Negro, não fosse pelo fato do time ficar com menos de 25% do valor arrecadado com a bilheteria.

Juntando os três jogos que fez no estádio, o clube teve renda de R$ 10,3 milhões, no entanto, ficou com apenas R$ 2,4 milhões. No confronto da última quarta-feira, quando o time bateu os chilenos do Universidad Católica, o departamento de comunicação do #Flamengo divulgou que a arrecadação havia ficado em torno de 3,3 milhões de reais, mas o valor que entrou no caixa não chegou a 1 milhão, ficando em 954 mil reais.

Publicidade
Publicidade

A disparidade entre o que fica pelo caminho e o que de fato vai para o clube deve-se a despesas não muito comuns que o time tem de arcar em seus jogos. Na estreia diante do San Lorenzo, foram quase 3 milhões de reais apenas com despesas, sendo 1,7 milhão com infraestrutura do estádio. Nesse montante entra o valor que o clube precisou investir para que o Maracanã tivesse condição de receber o jogo. Já na partida seguinte, diante do Atlético Paraense, o custo extra foi em razão da reposição de cadeiras de um dos setores do estádio, que só então pode receber torcedores.

Para os jogos da #Libertadores, o Flamengo tem feito acordos pontuais com a concessionária que administra o Maracanã. Entre aluguel, despesas com energia elétrica e gás, o clube desembolsa cerca de 900 mil reais por partida.

Publicidade

Fora isso ainda há despesas, como por exemplo, as operacionais do jogo, de venda de ingressos, além da taxa para a Federação do estado.

Em nota, o Flamengo explicou que por causa desses custos, o uso do Maracanã acaba sendo viável apenas para grandes jogos. A tendência, segundo o clube, é que os jogos do Campeonato Brasileiro e Copa do Brasil sejam mandados para o Estádio Luso-Brasileiro, na Ilha do Governador.

Vai ser no Maracanã

Se a ideia da diretoria do Flamengo é mandar os jogos de menor apelo para a Ilha do Governador, pelo menos os planos foram mudados para a estreia do time na Copa do Brasil, marcada para a próxima quarta-feira (10), contra o Atlético Goianiense. Sem conseguir obter a tempo os laudos necessários para a liberação do Estádio Luso-Brasileiro, a estreia na competição foi confirmada para estádio do Maracanã. Como a estreia no Campeonato Brasileiro, diante do Atlético Mineiro, também será no Maracanã, o time só deverá mandar jogo na nova casa no dia 4 de junho, quando recebe o Botafogo, pela quarta rodada do certame nacional. #Maracanã