Apesar da liderança conquistada nesta segunda-feira, a #Chapecoense vai manter os pés no chão. A postura está traduzida nas declarações do técnico Vagner Mancini, que evitou qualquer tipo de euforia na coletiva depois da vitória por 2x0 sobre o Avaí, na Arena Condá, com gols de Wellington Paulista e Reinaldo.

A vitória levou o time de Chapecó à liderança do Brasileirão pela primeira vez na história - ironicamente, seis meses depois do trágico acidente na Colômbia. Apesar da boa pontuação em três jogos, Mancini ainda vê como objetivo a fuga do rebaixamento.

"A Chapecoense está muito bem nesse início, não vamos fugir do que é óbvio.

Publicidade
Publicidade

Vamos seguir buscando todos os pontos que forem possíveis, mas para nós o mais importante é a manutenção na Série A. Não adianta falar algo diferente disso. Sou sincero", pregou o técnico.

Mesmo com o discurso comedido e pé no chão, o treinador se permitiu sonhar mais alto. "Se hoje somos os líderes, por que não poderemos ser logo ali na frente?". A Chape lidera com 7 pontos e saldo melhor que Cruzeiro e Corinthians, que também têm a mesma pontuação.

O Cruzeiro, aliás, é o próximo rival da Chape. Na quinta-feira, pela Copa do Brasil, na Arena Condá, onde joga com a vantagem de ter vencido por 1x0 no Mineirão. Já, no domingo, o duelo será pelo Brasileirão, em Belo Horizonte.