O atacante Lionel Messi, que atua pelo clube espanhol Barcelona, e é apontado como um dos melhores ou, até mesmo, o melhor da história no futebol mundial, se envolveu em uma polêmica muito grande que levou, inclusive, a condenação sua e de seu pai pelo Tribunal Supremo da Espanha.

O Lionel Messi e seu pai foram condenados por desviarem dinheiro para paraísos fiscais, a quantia seria cerca de e € 4,1 milhões (R$ 15 milhões). Segundo diversos jornais e meios de comunicação da imprensa espanhola, o camisa 10 do Barcelona e seu pai terão de cumprir uma pena de 21 meses e pagar uma multa € 2,093 milhões, equivalente a quase oito milhões de reais.

Messi pode não ser preso?

O jogador recorreu, mas o órgão continuou com sua afirmação que os dois teriam cometidos crimes fiscais.

Publicidade
Publicidade

O seu pai conseguiu reduzir a punição de 21 para 15 meses de #Prisão, por colaborar com as investigações e também acabou devolvendo uma grande parte dos recursos não declarados para o Ministério da Fazenda.

Jornais da Espanha afirmam que, mesmo após a condenação do Messi, muito dificilmente ele será preso, e terá que pagar somente a multa. Isso se dá porque na Espanha, quando o crime é julgado com menos de 24 meses de prisão, desde que o réu não tenha antecedentes criminais, ele pode ficar em liberdade. Se o jogador tivesse sonegado impostos por mais um ano, teria de cumprir, obrigatoriamente, a pena.

Lionel Messi tirou, completamente, a culpa de cima dele, pois afirmou que nunca se preocupou com questões fiscais, e sempre deixou tudo para seu pai e advogados cuidarem. O próprio admitiu que foi uma surpresa e que nunca imaginou que iria ter problemas dessa magnitude.

Publicidade

Definição da prisão do jogador:

Foram três anos consecutivos que o jogador ou quem cuidava de suas contas fraudou o imposto de renda e, assim, desviando muito dinheiro para paraísos fiscais por sonegação de imposto ao governo. Agora, Lionel Messi foi julgado por 21 meses e a pena foi dividida pelos 3 anos, cada ano representa sete meses de prisão mais a multa que o Tribunal achou justa para o período.

O jornal "El Mundo" afirmou que o Tribunal Supremo da Espanha, definiu a pena do Messi assim: "sete meses de prisão mais multa de € 792,3 mil por fraudar o imposto de renda no ano de 2008; sete meses de prisão mais uma multa de € 532,3 mil por fraudar no imposto de renda no ano de 2007; sete meses de prisão mais multa de € 768.3 mil por fraudar o imposto de renda no ano de 2009.