Um mestre de Kung Fu, #luta tradicional na China, foi derrotado em apenas 10 segundos por um lutador de MMA. A cena foi até 'humilhante'.

Veja o vídeo, que tem cenas de violência meramente esportiva:

Kung Fu é milenar

A luta aconteceu no último dia 27 de abril, em uma cidade chinesa chamada Chengdu.

Os lutadores eram Wei Li, que dá aulas de tai chi (uma das mais conhecidas formas de kung fu) com Xu Xiaodong, um lutador de MMA.

Mobilização

O fato foi motivo de mobilização na China, com mais 1 milhão de expectadores, já que traduziu uma 'luta' do tradicional versus moderno.

Contudo, a alegria 'durou pouco', quase um piscar de olhos.

Publicidade
Publicidade

Em menos de 10 segundos o rival do tai chi foi abalroado e nocauteado pelo lutador de MMA.

O lutador de MMA já vinha propagando a ideia de que o tradicional Kung Fu era 'uma fraude' e pretendeu usar o evento para mostrar isso.

O vencedor, Xu Xiaodong, ainda desafiou outros lutadores de Kung Fu a entrarem em combate com ele, oferecendo quase 1,5 milhão de iuanes (que dá por volta de quase R$ 600 mil reais) para quem vencê-lo.

A notícia de que o MMA venceu uma tradição chinesa deu o que falar na mídia do país.

Profissionais do Kung Fu defenderam a luta alegando que ela nasceu para ser um instrumento de defesa, mas que hoje em dia servia mais para a mantença da saúde.

Espetáculo

Alguns telespectadores entenderam que a luta apenas serviu para atrair pessoas e, por isso, negam que o fato sirva como qualquer demonstração da 'falência' do Kung Fu.

Publicidade

Para Liu Wenqin, famoso lutador de Kung Fu, a luta só serviu para uma coisa: saber que 'um louco estava batendo em um outro tolo'.

Patrimônio cultural

O Kung Fu é 'patrimônio cultural chinês' e inspira filmes orientais como aqueles protagonizados por Jet Li, Bruce Lee ou Jackie Chan, que sempre tentam relembrar as figuras emanadas do Templo Shaolin, de onde vieram os monges guerreiros.

A história da China é permeada pela luta da arte chinesa, mas essa não foi a primeira vez que a tradição foi 'contestada'.

Uma vez, o lutador chinês Cae Longyun derrotou em cinco minutos um boxeador russo, quando foi confrontado.

Entretanto, a China sempre estimula internacionalmente a prática e propagação de suas artes marciais mais clássicas.

Será que o MMA vai ganhar da tradicional luta chinesa e extingui-la? É difícil compreender essa mudança de paradigma de um país que tenta manter tradições milenares até os tempos atuais.

Fica até difícil visualizar o Jackie Chan lutando MMA em seus filmes hollywoodianos, não é? Ou mesmo só pensar que o Karatê Kid pode ser 'passado'. Os tempos realmente estão mudando. #KungFu