O Palmeiras teve um dia feliz na Academia de #Futebol. Depois do treino que finalizou a preparação para enfrentar a Chapecoense pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro, dois novos reforços foram apresentados: o lateral Mayke e o zagueiro Juninho.

Juninho chegou para ser um dos possíveis substitutos de Vitor Hugo, que foi vendido para a Fiorentina. O zagueiro inclusive foi dispensado pelo #Palmeiras antes do término do contrato. A ideia é que Vitor já assine com o time italiano e já providencie a sua mudança.

O jovem novo reforço veio do Coritiba muito bem indicado pelo Departamento de Análises do Verdão. Além dele, o técnico Cuca também ganhou o zagueiro Luan, que veio do Vasco.

Publicidade
Publicidade

Mayke, lateral direito de 24 anos, também foi apresentado. O atleta assinou com o Verdão até o final de dezembro de 2018 e veio em uma negociação que envolveu o atacante Rafael Marques. Enquanto Mayke veio por empréstimo, Marques foi para o Cruzeiro de forma definitiva.

Ambos os jogadores já estão regularizados pela Confederação Brasileira de Futebol e apareceram no BID (Boletim Informativo Diário). Cuca deve escalar Juninho como titular neste sábado em Chapecó.

Motivos

Quem apresentou os reforços foi Alexandre Mattos, executivo de futebol. Mattos explicou que a ideia de trazer jogadores mais jovens e 'a dedo' é pensar no futuro do clube, principalmente em retorno financeiro e títulos. O executivo entregou o livro histórico do Alviverde para os jogadores e falou "Vamos preencher com mais folhas".

Publicidade

Mesmo com diversos reforços contratados e um dos melhores times do país, senão o melhor, o Palmeiras visa o crescimento à longo prazo. O caso de Vitor Hugo é clássico. O jogador foi adquirido por R$ 4 milhões junto ao América-MG e foi vendido por R$ 27 milhões. Só para o Verdão pingou R$ 9 milhões nos cofres, 'limpo'. A negociação foi considerada um enorme sucesso, ainda mais tendo em vista que o jogador estava falhando e sendo criticado pela torcida. A consequência foi até a perda da titularidade para Edu Dracena.

Nota oficial

O presidente Maurício Galiotte emitiu nota oficial por meio do site do clube e se mostrou muito irritado com a punição imposta ao Peñarol por conta da briga no Uruguai. Os atletas uruguaios cercaram os palmeirenses e funcionários do Campeón Del Siglo, estádio do Peñarol, fecharam os portões de acesso ao vestiário.

Galiotte admitiu que a ação 'beira o escárnio' e que o Palmeiras vai procurar os seus direitos. #Mercado