O Palmeiras teve uma mudança drástica no comando técnico recentemente. Depois de comandar a equipe na derrota para o Jorge Willsterman, na Bolívia, por 3 a 2, Eduardo Baptista acabou demitido. A pressão interna foi muito forte para que a saída do treinador acontecesse. Maurício Galiotte, presidente do clube, entendeu a situação e acabou confirmando a assinatura da carteira do profissional.

Cuca, que estava de férias, foi procurado e aceitou um novo contrato. Cinco meses depois de ser Campeão Brasileiro, o treinador retornou. E voltou com um excelente resultado logo no seu primeiro jogo: 4 a 0 contra o Vasco. Em apenas uma semana, Cuca conseguiu dar a sua cara novamente ao time e fez até Miguel Borja voltar a marcar gols.

Publicidade
Publicidade

Faltava conversa e confiança, coisas que Cuca sabe como fazer.

Cuca também se reuniu algumas vezes com Alexandre Mattos, executivo de #Futebol, para traçar o planejamento do ano. Ficou bem claro que a Copa Libertadores da América é o objetivo principal. Com a classificação bem encaminhada, o treinador pediu algumas alterações. Os atacantes Rafael Marques e Alecsandro foram os primeiros a deixarem o elenco. Sem futuras oportunidades, Cuca achou por bem dispensá-los. Sem duas peças, Mattos foi orientado para buscar pelo menos um atacante.

Muito se falou no nome de Éverton Ribeiro. Mattos confirmou que Ribeiro é amigo pessoal e que algumas conversas aconteceram, mas nada concreto. O jogador que está nos Emirados Árabes é disputado por São Paulo e Flamengo também. Os valores da transação são considerados altos para o patamar do futebol brasileiro, mesmo o Verdão possuindo uma excelente condição e controle.

Publicidade

Sassá no Verdão?

Segundo o site Fox Sports, o executivo palmeirense confirmou que Sassá, atacante do Botafogo-RJ, foi oferecido. O jogador passa por problemas de relacionamento no grupo e foi até cortado por indisciplina antes da estreia do time carioca no Campeonato Brasileiro. Torcedores alvinegros cercaram o carro do atleta e fizeram cobranças pacíficas. O clima, no entanto, tornou-se insustentável.

Se confirmar a chegada de Sassá, o jogador poderá ser utilizado apenas nas partidas do Campeonato Brasileiro. Ele já atuou com a camisa da Estrela Solitária na Copa do Brasil e também na Copa Libertadores. Pelas regras de ambas as competições, não é possível defender dois clubes em uma mesma edição.

Nesta quarta, #Palmeiras e Internacional se enfrentam pelo primeiro jogo das oitavas de final da Copa BR. #Mercado