O relacionamento de #Neymar e o auxiliar técnico do #Barcelona, Juan Carlos Unzué, estaria cada vez mais conturbado. De acordo com o jornal Mundo Deportivo, da Espanha, o craque brasileiro teria usado a frase "Se ele fica, eu saio", ainda sobre a confusão que os dois tiveram em um treinamento do brasileiro. O ultimato do atacante teria sido dado para a direção do clube.

O que deve estar preocupando Neymar é que o nome de Unzué é um dos cotados para assumir a posição de técnico do Barcelona na próxima temporada. Como Luís Henrique já declarou que deixará o clube catalão, o Barça procura um novo substituto. Uma das estratégias utilizadas pelo clube nos últimos tempos e que dá certo é justamente a de promover o auxiliar ou técnico da base ao papel de treinador principal.

Publicidade
Publicidade

Guardiola conseguiu a posição de técnico do Barcelona dessa maneira, por exemplo.

Até o momento, Neymar, Unzué ou até mesmo o próprio Barcelona não se pronunciaram sobre o ocorrido. Na Espanha, Unzué é considerado um auxiliar polêmico, o profissional já discutiu com outros jogadores do elenco por suas colocações pontuais, às vezes fortes.

O início da confusão

A confusão entre Neymar e Juan Carlos Unzué teve início na última semana. Os jornais Marca e Mundo Deportivo noticiaram que o atacante brasileiro não reagiu bem às críticas do auxiliar técnico durante um treinamento. Ao se mostrar insatisfeito, Unzué não mediu palavras e disparou que se Neymar continuasse dessa maneira, iria acabar como Ronaldinho Gaúcho.

Ronaldinho teve seu auge no Barcelona, mas devido ao comportamento extracampo, acabou saindo do Barcelona pela porta dos fundos, quando ainda tinha apenas 28 anos, em 2008.

Publicidade

A carreira de R10 no Barça é considerada, inclusive, meteórica. Chegou ao clube em 2003, levou o prêmio de Melhor do Mundo em 2004 e 2005, e ainda conquistou a Champions League na temporada 2005/2006.

Chances da saída de Neymar

A imprensa espanhola considera difícil a saída de Neymar do Barcelona. Como o auxiliar técnico teve desavenças com outros atletas, as chances de assumir o Barcelona são mínimas. Uma possível ascensão ao cargo pode significar uma perda do comando do vestiário. Outros nomes para assumir o clube catalão e terminar com a #Polêmica de Neymar estão sendo cogitados, como o de Ernesto Valverde, do Athletic Bilbao, Ronald Koeman, do Everton e também do badalado Jugen Klopp, que atualmente está treinando o Liverpool.