As duas equipes, #Palmeiras e #Cruzeiro, já vinham negociando durante um bom tempo uma possível troca para favorecer as duas equipes. A intenção da permuta era oferecer jogadores que não estavam sendo utilizados por grande concorrência e não tendo espaço na equipe, em troca de um reforço que o outro clube estivesse precisando.

O Cruzeiro estava precisando de um atacante de presença em sua equipe, e o Verdão está com uma grande concorrência no ataque, principalmente após a chegada do colombiano Borja, que o técnico Cuca já assumiu que vai usá-lo 90 minutos sem medo de trocar, já Alecsandro e Rafael Marques vêm perdendo espaço na equipe.

Publicidade
Publicidade

Troca concluída

O Palmeiras negociou Rafael Marques com a equipe mineira, ele que é um grande goleador e bem conhecido por fazer gols em clássicos, estava sem espaço no ataque do Verdão, que acertou definitivamente com o Cruzeiro.

Em troca, a equipe paulista pediu o lateral-direto Mayke, que acertou com o atual campeão brasileiro mas não em definitivo, foi somente um empréstimo até o final de 2018. O Cruzeiro renovou com o lateral por mais dois anos de contrato e ele irá voltar para constituir a equipe após o empréstimo.

Espaços na equipe

A diretoria do Cruzeiro afirmou que Rafael Marques tem a característica que a equipe está precisando, reforçando muito na bola aérea e é um jogador que sai bastante da área. Afirmou ainda que o atleta tem uma grande experiência e capacidade técnica. É bem provável que o técnico Mano Menezes escale o jogador como titular, já que existe uma escassez de um centroavante de área, igual a Rafael, na equipe.

Publicidade

Mayke pode ser bem aproveitado, mas isso será uma opção de Cuca, se o técnico achar necessário usar o jogador, ele usará, mas caso contrário, não é uma grande necessidade do time, já que possui Zé Roberto, que atua pelo meio-campo mas também pela lateral-direita. O novo reforço teria de se destacar em treinos e se mostrar um bom lateral para ser escalado como titular, assim ganhando muita visibilidade.

A pedido de quem?

A troca não foi pedido do Cuca, e sim uma estratégia da diretoria do Verdão que visou um jogador sem muita utilidade na equipe, para trocar em um que dará mais oportunidades para o técnico trabalhar.

Mano Menezes já havia solicitado um atacante de área, algumas vezes, e agora a diretoria da equipe fechou com Rafael Marques que, segundo a diretoria do clube mineiro, tem o perfil exato de que o elenco precisa. #Mercado da bola