O Palmeiras está praticamente classificado para as oitavas de final da Copa Libertadores da América. Para a classificação não acontecer, o Alviverde precisa ser derrotado por dois ou mais gols pelo Atlético Tucumán em casa. Algo bastante improvável de acontecer.

Além da competição continental, o Verdão também disputa o Campeonato Brasileiro e a Copa do Brasil. Ambos os torneios não são prioridades, porém vão ser disputados com toda seriedade que merecem. O Brasileiro principalmente, já que o #Palmeiras defende o título.

A chegada de Cuca para o comando técnico após a demissão de Eduardo Baptista não foi planejada. A diretoria não sabia se Cuca aceitaria o convite para voltar, principalmente porque ele ficou afastado por cinco meses para cuidar de assuntos extremamente pessoais.

Publicidade
Publicidade

Ao receber o contato, o técnico aceitou. E assim que chegou, propôs mudanças. Quatro negociações já ocorreram com a chegada do técnico: as saídas de Rafael Marques e Alecsandro (para Cruzeiro e Coritiba, respectivamente), e as chegadas do zagueiro Juninho e do lateral Mayke, de Coritiba e Cruzeiro.

Além dessas alterações, Cuca recebeu duas excelentes notícias no começo da semana. O zagueiro Edu Dracena, peça importante no elenco, renovou seu vínculo até final de 2018. O contrato poderia ter um prazo maior de expiração, mas a negociação confirmada foi boa para ambas as partes. Dracena ganhou a vaga de titular de Vitor Hugo, que foi vendido para o #Futebol italiano e deve viajar no começo de junho para acertar de vez o negócio.

A outra boa notícia é a confirmação da permanência do atacante Dudu.

Publicidade

O jogador concedeu entrevista para um programa esportivo e negou qualquer tipo de proposta. Recentemente alguns veículos divulgaram que Dudu estava sendo sondado por dois times turcos. A especulação foi devidamente mentida pelo jogador.

Dudu reafirmou que vai ficar até o final do ano e talvez até o final de 2018, dependendo de como será a vontade da diretoria palmeirense. A ideia do atleta é ser convocado para a seleção brasileira novamente e, quem sabe, disputar a Copa do Mundo da Rússia ano que vem.

Sassá

Alexandre Mattos, executivo de futebol, confirmou que o nome do atacante Sassá, do Botafogo-RJ, está sendo analisado pela diretoria palestrina. Empresários do atleta entraram em contato e ofereceram contrato. Sassá enfrenta problemas de relacionamento com a diretoria e a torcida carioca. #Mercado