O Palmeiras volta a jogar nesta quarta-feira (24), pela Copa #Libertadores da América, quando às 21h45, no estádio Allianz Parque, em São Paulo, encara o Atlético Tucumán pela última rodada da fase de grupos. Líder de sua chave com 10 pontos, o Verdão se classifica até com derrota, porém quer vencer para avançar na primeira posição. Para este duelo, o técnico #Cuca, que fará seu primeiro jogo na competição após retornar ao campeão brasileiro, não poderá contar com o suspenso Felipe Melo e tem uma dúvida para o ataque.

No treino desta terça-feira (23), realizado na Academia de Futebol, o atacante Borja se chocou com o goleiro Daniel Fuzato, sofrendo uma entorse no tornozelo.

Publicidade
Publicidade

Ele deixou o campo com muitas dores, mas as primeiras informações dão conta que o problema não é grave. Como o #Palmeiras só divulgará a lista dos relacionados horas antes da partida, não é possível saber se ele está confirmado ou não. Caso seja vetado, William deverá ocupar a vaga do colombiano.

Para as outras posições, Cuca não terá problemas e deverá começar o jogo com Fernando Prass no gol, Jean e Zé Roberto nas laterais, Yerry Mina e Edu Dracena formando a dupla de zaga. O meio terá Thiago Santos, Tchê Tchê e Guerra. Na frente Róger Guedes, Dudu e Borja ou William.

Com dez pontos ganhos, o Palmeiras está com três de vantagem para seu adversário, que é o terceiro colocado, e até uma derrota por um gol de diferença já lhe garante a classificação. Caso o tropeço seja maior, ai o Verdão terá que torcer para que o Jorge Wilstermann, segundo colocado com nove pontos, não vença o já eliminado Peñarol.

Publicidade

No primeiro turno, que foi jogo de estreia do Verdão, na Argentina, os times empataram em 1 a 1.

Camisas emprestadas

Mesmo que não passe de fase, o Atlético Tucumán já pode se considerar um vencedor. A pequena equipe argentina protagonizou a história mais emocionante da Libertadores até aqui. Ainda pela segunda fase pré-grupos, a delegação teve problemas de atrasos com seu voo que a levaria até Quito, no Equador. Para não perder por WO, o ônibus que levava os jogadores teve que trafegar em alta velocidade do aeroporto até o Estádio Olímpico Atahualpa, onde seria realizada a partida contra o El Nacional.

Para piorar ainda mais a situação, os jogadores chegaram, mas os uniformes não. Por sorte, a Seleção Argentina disputava o Sul-Americano Sub 20 na mesma cidade e a solução foi pegar emprestados os uniformes do selecionado nacional, que por coincidência tem as mesmas cores que o clube. Em campo, o time venceu por 1 a 0 e avançou na competição continental.