#Luan não vive uma fase boa no #Grêmio. As boas estatísticas no ano, com seis gols marcados, não condizem com as últimas atuações do jogador. Em diversos jogos na Arena, Luan saiu vaiado devido a falta de comprometimento durante a partida, demonstrando sinais de "cansaço". Memes em redes sociais já foram feitos, citando que o jogador "dorme" em campo.

Em 2016, Luan foi destaque do Tricolor e artilheiro do time, além de ter sido campeão olímpico com a seleção brasileira. Na ocasião, o jogador foi citado por vários jornalistas como um dos jogadores mais importantes do título.

Juntando a má fase com o grande assédio de clubes europeus, muitas especulações foram levantadas nesta última semana em relação a sua saída do Grêmio.

Publicidade
Publicidade

Jornais Ingleses chegaram a confirmar uma proposta tentadora do #Liverpool. Os números de contrato divulgados chegaram à casa de R$104 milhões.

O agente do atleta, Jair Peixoto, chegou a falar sobre o interesse do clube Ingles, mas não confirmou a proposta:

"Nós falamos sim com o Liverpool, assim como falamos com outros clubes também, mas não existe nenhuma proposta" disse Peixoto, em contato com a reportagem da Rádio Gaúcha na manhã deste domingo (14).

Após a partida contra o Botafogo, onde o jogador mais uma vez foi criticado pela torcida, o presidente Romildo Bolzan Jr. também comentou o caso da possibilidade de venda do atleta:

"O Luan é um jogador que se comenta que teria propostas. Até agora, não chegou nenhuma. Com exceção de uma, há uns três anos, quando ele estava em outro patamar.

Publicidade

Não temos nenhuma informação, nenhuma proposta oficial."

Luan segue contando com total confiança da comissão técnica, da direção e dos colegas. A meta é proteger o jovem de qualquer pressão externa, para que possa retomar o melhor desempenho.

Na temporada passada, o Grêmio sinalizou ao mercado que topava negociar Luan por cerca de 25 milhões de euros (R$ 87 milhões). A pedida caiu nos últimos meses, por conta da recessão. O Tricolor detém 70% dos direitos econômicos do atleta. Caso realmente houvesse uma proposta de R$104 milhões, como foi divulgada pelos jornais europeus, o clube dificilmente conseguiria segurar o atleta no Brasil. Seria uma grande chance para fazer caixa e até possivelmente contratar algum outro jogador a altura.