O centroavante Jonathan Callleri está de saída do West Ham, clube inglês onde atuou em 19 partidas e marcou apenas um gol. O atacante argentino retorna ao Deportivo Maldonado, do Uruguai, clube de empresários que o contratou junto ao Boca Juniors no final de 2015.

Parte da torcida do Tricolor pediu a volta de Calleri ao São Paulo por meio das redes sociais. No Twitter, a hashtag com o nome do jogador entrou nos trending topics do microblog.

Apesar de o pedido da torcida, #Calleri, que jogou por seis meses no São Paulo entre janeiro e junho de 2016, e ajudou a equipe a chegar na semifinal da Copa Libertadores da América, não deve retornar ao Tricolor por dois motivos bastante simples.

Publicidade
Publicidade

Centroavante

Com Lucas Pratto, contratado do Atlético-MG por R$ 6,2 milhões, e Gilberto são os centroavantes do São Paulo [VIDEO]na temporada e o clube não demonstra interesse em ir atrás de um novo jogador para a posição.

Pratto tem muita qualidade e corresponde as expectativas. Gilberto, que era cercado por desconfianças, já marcou 11 gols na temporada e tem ajudado bastante a equipe sempre que o time precisa dele.

Outro camisa 9 do elenco é o Paraguai Chávez, que pertence ao Boca Juniors e retornará à equipe argentina em julho quando seu contrato de empréstimo com o Tricolor chega ao fim.

Portanto, a posição de Calleri talvez seja a única em que o São Paulo não está atrás de nenhum jogador do momento. O time precisa de zagueiros, volantes, laterais, meias e até mesmo um goleiro.

Finanças

Sem título nos últimos anos, o São Paulo não vive um bom momento financeiro.

Publicidade

Este é outro empecilho para que o clube tente contratar o argentino #Jonathan Calleri.

Embora o atacante tenha tido uma passagem pelo clube do Morumbi, onde atuou 31 vezes e marcou 16 gols. Antes da vinda de Pratto, o São Paulo tentou contratar o jogador no início desta temporada, mas não obteve sucesso.

Os empresários na época queriam que Calleri permanecesse na Europa. Ele foi cogitado no Las Palmas, da Espanha, mas caso também não avançou.

Agora, com problemas financeiros e com dois centroavantes no elenco, a equipe comandada por Rogério Ceni não vai buscar um novo jogador para a posição no mercado.

Calleri foi revelado pelo Boca Juniors, seu time de coração, e foi vendido por cerca de 12 milhões de euros para o grupo de empresário que gere o Deportivo Maldonado. O jogador sempre demonstrou carinho especial pelo São Paulo desde que deixou a equipe. Ele já disse que não joga em nenhum outro time brasileiro. #São Paulo FC