Apenas dois dias após perder a final do Campeonato Paulista para o Corinthians e com um time cheio de desfalques, a #Ponte Preta conquistou nesta terça-feira (9) uma dramática classificação para a segunda fase da Copa Sul-Americana ao empatar em 1 a 1 com o Gimnasia, no Estádio Juan Carmelo Zerillo, em La Plata, na Argentina. Como havia empatado sem gols em Campinas, a Macaca levou a vaga pelo gol anotado fora de casa. Abaixo o vídeo com os melhores momentos.

O time do interior de São Paulo ainda não sabe contra quem será seu próximo desafio, uma vez que os confrontos da segunda fase serão definidos através de sorteio. Agora, a equipe se concentra na estreia do Campeonato Brasileiro, quando, no domingo (14), recebe o Sport Recife, no Moisés Lucarelli, em Campinas.

Publicidade
Publicidade

Mesmo com todo o desgaste físico e emocional da decisão de domingo, aliado à viagem para a Argentina e tendo que entrar em campo pouco mais de 48 horas depois do apito final na Arena #Corinthians, a Ponte iniciou o duelo disposta a superar tudo isso na base da vontade e o que se viu foi um time valente, impondo um bom ritmo de jogo no primeiro tempo.

A disposição dos paulistas foi premiada aos 25 minutos, quando Ravanelli cobrou falta perto da área e a bola encontrou a cabeça de Elton, que nem precisou subir muito para balançar as redes argentinas. A vantagem brasileira, no entanto, durou apenas três minutos. Aos 28’, após cobrança de escanteio, Rinaudo encheu o pé para vencer o goleiro Aranha, que ainda tocou na bola, mas não conseguiu evitar o empate.

Para deixar a vida da Ponte ainda mais difícil, aos 30 minutos o treinador Gilson Kleina, após reclamar da não marcação de uma falta, acabou sendo expulso pelo árbitro.

Publicidade

Pouco depois, os donos da casa quase conseguiram a virada, em nova jogada de escanteio em que Alemán subiu sozinho e exigiu boa defesa de Aranha.

No segundo tempo, o Gimnasia foi só pressão. Insistindo nas jogadas pelo alto, o time dava muito trabalho para a zaga da Macaca, porém o segundo gol quase veio em uma jogada de bola pelo chão quando, aos 24 minutos, Ibáñez chutou forte, obrigando o goleiro da Ponte a fazer defesa em dois tempos. Outro lance de perigo veio aos 36 minutos, com um chute cruzado de Oreja defendido por Aranha. No rebote, o mesmo jogador tentou pela segunda vez, mas Clayson afastou o perigo.

O time da casa seguiu insistindo em jogadas pelo alto, sem sucesso, e, no fim, a Macaca garantiu a classificação. Ainda deu tempo de nos acréscimos os argentinos reclamarem de uma penalidade não marcada, alegando que o zagueiro Kadu havia tocado com o braço na bola. O lance seguiu. #Sul-americana