O Palmeiras enfrenta hoje o Bahia na Fonte Nova, pela oitava rodada do Campeonato Brasileiro, e entra pressionado para vencer. Se não conseguir trazer os três pontos, o time comandado pelo técnico Cuca pode terminar a rodada na zona de rebaixamento, causando um enorme incômodo e aumentando ainda mais a pressão dentro do elenco.

A boa notícia fica por conta da evolução que o time vem conquistando. Mesmo perdendo para o Santos na Vila Belmiro, a equipe já mostrou um #Futebol melhor, mais organizado e com mais envolvimento. Na coletiva, Cuca entendeu a melhora e prometeu mais evolução ainda.

O foco, segundo Cuca, é a Copa Libertadores.

Publicidade
Publicidade

Mas, a disputa do Brasileiro não pode ficar para trás, principalmente por conta do risco de descenso. O campeonato nacional é um dos mais complicados do mundo, principalmente pela equalização das equipes que disputam. No torneio continental, o #Palmeiras vai enfrentar o Barcelona-EQU e tem a chance de decidir a vaga ao lado de sua torcida, no Allianz Parque.

Atacante de saída

Segundo reportagem do jornal Folha de S. Paulo, Róger Guedes está de saída do Palmeiras. Indicado por Cuquinha em 2016, Guedes chegou do Criciúma e logo foi conquistando a vaga no time titular. Veloz, driblador e muito eficiente taticamente, foi um dos nomes que garantiram o título Nacional para o Palmeiras, após 22 anos de 'seca'.

Em outubro, após excesso de individualismo, Guedes foi para o banco de reservas e teve seu primeiro revés no clube.

Publicidade

Com a saída de Allione, retomou a vaga e o bom futebol. No começo de 2017, o jogador foi convidado pelo apresentador Ratinho e foi participar do programa. O fato incomodou dirigentes do Palmeiras, que não foram consultados se o atleta poderia ir ou não.

Em abril, o então técnico Eduardo Baptista resolveu deixá-lo no banco contra o Peñarol. Revoltado, Guedes discutiu forte com o treinador e acabou expulso da concentração. No dia seguinte, o treinador pediu para que ele se desculpasse com os colegas, o que não aconteceu. O elenco então 'capturou' o jogador e o amarrou. A reação foi de chutes e pontapés, controlados pelos membros do grupo. Mas, era claro o motivo da insatisfação do jogador.

No Uruguai, Felipe Melo discutiu fortemente com Roger Guedes em treino. O atacante foi acusado de 'ser moleque' e Melo pediu 'mais respeito'. O caso não chegou a parar na diretoria, mas Baptista conversou com Alexandre Mattos despretensiosamente, para entender o que de fato estava acontecendo.

Guedes tem algumas propostas, que serão estudadas com mais atenção pelo Palmeiras. #Mercado