O Palmeiras está classificado para as quartas de final da Copa do Brasil. Além da competição nacional, o Verdão atingiu o objetivo que tinha traçado para o semestre: a classificação para as oitavas da Copa Libertadores da América, grande 'menina dos olhos' do clube para o ano.

O duelo contra o Internacional, ontem, no Beira Rio, não foi fácil. O Palmeiras não tinha posse de bola e exagerava no preciosismo. Sem conseguir se movimentar e encontrar o rival para marcar, levou dois gols e estava sendo eliminado até mais da metade do segundo tempo. Cuca então resolveu agir e fez algumas mudanças. Uma delas foi mandar Yerry Mina para o ataque.

Publicidade
Publicidade

Em um lance de bola parada, o volante Thiago Santos desviou de cabeça e diminuiu para o Alviverde, promovendo assim a possibilidade de classificar. Do gol palmeirense em diante, o que o time fez foi se defender e afastar a bola da área.

Ao término da partida, Cuca estava preocupado e até ele não estava entendendo como o #Palmeiras, um time recheado de bons nomes, jogou tão mal. Se o resultado não tivesse sido alcançado, o técnico já imaginava a enorme pressão que sofreria. A classificação foi de fato uma salvação para a equipe se livrar de críticas pesadas tanto da imprensa quanto de torcedores palmeirenses mais exigentes.

Falta reforço

Cuca disse em coletiva que o time de 2017 é inferior ao time de 2016. E citou as ausências de Gabriel Jesus, Vitor Hugo e Moisés. Jesus foi vendido, assim como Vitor Hugo.

Publicidade

Moisés, meio campo primordial na campanha do título nacional do ano passado, está se recuperando de lesão e já até chuta bola em campo, podendo abreviar o prazo de retorno.

Crefisa atrás de atacante

Segundo o jornalista Jorge Nicola, do Yahoo Esportes, a Crefisa, patrocinadora do Palmeiras, está buscando um novo reforço para o ataque e tenta atender ao pedido de Cuca. Nicola confirma as buscas e diz que a empresa negocia com empresários do atleta sobre a questão salarial, que gira em torno de R$ 2 milhões mensais.

Em uma rede social, Tardelli rebateu o jornalista sobre o valor dos seus vencimentos, mas não negou a busca palmeirense. A Crefisa tem condições financeiras de contratar, mas tenta negociar um valor mais leve.

A empresa, inclusive, foi responsável pelas chegadas e manutenções de Dudu, Borja, Guerra, Luan e Lucas Barrios (que foi emprestado para o Grêmio). Algumas reuniões ainda serão feitas para discussão sobre reforços. O torcedor pode esperar novidades. #Mercado #Futebol