A diretoria do Palmeiras contratou diversos reforços no início do ano, isso se dá pelo fato de possuir o maior patrocínio da América do Sul, a Crefisa, e uma das principais contratações do alviverde paulista foi o colombiano Miguel #borja, que vinha se destacando no Atlético Nacional, atual campeão da Libertadores.

O centroavante veio para ser o "camisa nove" da equipe, e ganhou um grande voto de confiança do técnico #Cuca para ser o goleador da equipe, porém, desde que chegou, o jogador não parece ter se adaptado à equipe e acabou ocupando o banco de reservas do #Palmeiras. Após as saídas de Rafael Marques e Alecsandro, mesmo assim o colombiano não conseguiu se fixar na posição, perdendo a vaga para Willian.

Publicidade
Publicidade

Recado de Cuca

O treinador da equipe foi campeão brasileiro no ano passado, isso fez com que Cuca recebesse grande carisma do torcedor, porém, nessa temporada em que o técnico voltou, ainda não obteve bons resultados, apesar de se manter na Libertadores da América e Copa do Brasil.

Cuca pediu um novo centroavante, já que Miguel Borja não rendeu como o esperado, e o pedido foi por um jogador com o mesmo perfil para ser o "típico camisa nove", nas palavras do próprio treinador. Porém, o colombiano teve mais uma chance na titularidade da equipe, durante a última rodada do campeonato brasileiro contra o Atlético-GO, o jogador se consagrou na partida marcando o único gol e sendo o autor da vitória do verdão, porém o treinador ainda não se contentou.

Cuca falou que está feliz com o desempenho do jogador, porém espera mais dele, citando que gostaria do jogador atuando fora da grande área, sendo mais participativo no jogo e não só entrando em cena dentro da área na hora da conclusão.

Publicidade

Isso soou como um recado para o atacante, que ainda não caiu nas graças de Cuca.

Cuca faz pedido por novo jogador

O treinador diz que gosta de Miguel Borja dentro da área, porém não participa do jogo, como deveria. Por isso, o técnico do verdão pede um novo centroavante com o mesmo perfil de Borja, mas que atue fora da área de conclusão.

O Palmeiras já foi atrás do atacante Richarlison, que joga pelo Fluminense. Foi feita uma oferta de R$ 40 milhões, mas o jogador já havia cumprido os jogos mínimos por uma equipe no brasileirão e isso impediu que ele atuasse por outro clube nessa temporada.

Agora, a diretoria palmeirense tenta buscar outro centroavante até o dia 3 de julho, quando fecha a janela de transferências.