Ex-jogador do São Paulo e hoje comentarista da Band, Denílson foi o entrevistado da semana no programa “Bola da Vez”, da ESPN, nesta terça-feira (13). Entre muitos assuntos, ele falou sobre #Rogério Ceni no comando do São Paulo.

“Eu gosto muito do Rogério, mas temos que analisar o Rogério como treinador. Como treinador não fez nada, não ganhou nada. Eu estou com medo de o Rogério ficar com uma imagem que o Dunga tem hoje”, comentou Denílson.

Ao dizer que teme que Ceni fique com a imagem de Dunga, o ex-jogador do São Paulo está dizendo em relação aos problemas do ex-treinador da seleção brasileira com a imprensa, marcada por conflitos em diversas entrevistas coletivas.

Publicidade
Publicidade

Denílson elogiou a inteligência de Rogério Ceni e afirmou que nota que o treinador do Tricolor ainda não está à vontade na função. “Vai ficar (à vontade), porque é um cara inteligente”, garantiu.

Na opinião de Denílson, Rogério não está sendo cuidadoso com a própria imagem. “Ele está passando uma imagem de arrogante, de ‘tô nisso há dez anos’, ‘já ganhei tudo’. E não”, frisou o comentarista da Band, que foi companheiro de Ceni no São Paulo e, juntos, conquistaram o Campeonato Paulista de 1998.

Ele relembrou as atitudes de Ceni após a eliminação para o modesto 'Defensa y Justicia', da Argentina, na Copa Sul-Americana, depois de empate por 1 a 1, no Morumbi. Após o jogo, o treinador defendeu os números apresentados pela sua equipe naquela partida.

Para Denílson, Rogério teria que ter tido uma postura diferente.

Publicidade

“Chega na coletiva e fala: ‘gente, vexatório, a gente precisa melhorar, porque meu time perdeu e eu perdi para um time que, tecnicamente, é inferior ao meu, eu preciso ver onde eu estou errando, onde meu atacante está errando, vamos unir o time, ver o que está errado e vamos embora’”, afirmou o ex-jogador.

Para Denílson, Rogério sempre foi um cara que decidiu tudo e chamou para ele a responsabilidade. “Como treinador não sei se isso vai ser legal para ele. Ele tem que ter alguém, ele tem que delegar funções”, alerta o comentarista.

Outros assuntos

Na mesma entrevista, Denílson também falou sobre a mágoa com o São Paulo depois de ter sido impedido de treinar na equipe em 2007. O objetivo do jogador era apenas ficar em forma e foi impedido pelo então diretor de #Futebol João Paulo de Jesus Lopes.

O comentarista da Band também comentou sobre a demissão de Eduardo Baptista, do Palmeiras. Na equipe alviverde, Denílson foi campeão paulista em 2008, após ser rejeitado no São Paulo. #denilson