Um acidente de carro, ocorrido na madrugada desta segunda-feira (12), em Curitiba, causou a morte do jogador Jonas Pasalli, de 26 anos. O atleta havia sido revelado pelo Grêmio e há uma semana foi dispensado do Paraná Clube. Ele era casado e deixa três filhos.

Segundo informações do site Banda B e reproduzida pela ESPN Brasil, o jogador voltava de uma festa de aniversário junto com um amigo por volta das 3h30, quando seu carro, um Audi, não completou bem uma curva, na Rua André Ferreira Barbosa, e bateu violentamente contra um poste, que chegou a ser arrancado do chão. Jonas morreu na hora e seu amigo teve ferimentos leves.

Publicidade
Publicidade

O tenente Alisson, do Corpo de Bombeiros, informou que quando eles chegaram ao local do acidente o atleta já estava sem vida. Ele explicou que o impacto foi tão forte que arrancou o poste que fica preso ao chão a uma profundidade de cerca de 2 metros e que houve dificuldades em retirar o corpo das ferragens. Quanto ao outro passageiro, o tenente informou que houve um corte na cabeça, ferimentos leves, mas que estava muito abalado.

Por conta do acidente, o trânsito no local na capital paranaense foi totalmente bloqueado e o tráfego desviado para dentro do Terminal de Pinheirinho, na região sul da cidade.

O Paraná Clube, último time defendido pelo jogador, publicou uma nota oficial lamentado a morte do atleta, se prontificou a dar assistência aos familiares e decretou #Luto oficial de três dias.

Publicidade

De luto, o Paraná volta a jogar nesta terça-feira (13), pelo Campeonato Brasileiro da #Série B, quando enfrenta o Náutico, às 19h15, na Arena Pernambuco.

A carreira

Revelado nas categorias de base do #Grêmio, Jonas Passarelli jogou no clube gaúcho entre 2009 e 2013, passando pelo Grêmio Barueri em 2012. Jogou por cinco temporadas no futebol francês, onde defendeu Angers e no Luçon. Também jogou no Azerbaijão, defendendo o Neftçi Baku.

Foi contratado pelo Paraná contratado pelo Paraná Clube em janeiro e marcou um gol pelo clube, de pênalti, na derrota por 2 a 1 para o Londrina, em jogo válido pela Primeira Liga. Na semana passada, foi dispensado pela diretoria do clube, juntamente com o atacante Ruben Bentancourt.

Em uma postagem nas redes sociais, o jogador tinha demostrando alegria por estar de volta ao futebol brasileiro para defender o Paraná. Ele escreveu que as 5 temporadas fora do Brasil havia servido para aprender com cada situação que viveu e que era hora de retribuir a confiança depositada pelo clube.