Nem mesmo ficar na parte de cima da tabela tem sido garantia de emprego no Campeonato Brasileiro da Série B. Bastaram duas derrotas consecutivas, a última por 3 a 1 para o Londrina, na sexta-feira (10), para a diretoria do Santa Cruz colocar um ponto final a passagem de Vinícius Eutrópio no Arruda.

A informação foi confirmada pelo próprio clube por meio das redes sociais. Segundo comunicado, a decisão foi tomada após reunião entre as partes neste sábado (11).

O treinador dirigiu o time em 32 partidas, tendo vencido metade delas, empatando sete e perdendo nove. As duas últimas derrotas foram pela #Série B, onde o Santa tem um cartel de três triunfos e três derrotas, o que lhe dá a sétima posição, apenas dois pontos atrás do G-4.

Publicidade
Publicidade

Além de perder para o Londrina, a Coral já havia sido superada por CRB e Goiás.

Ainda sem um nome para assumir o banco de reservas, o #Santa Cruz volta a campo já na próxima terça-feira (13), quando encara o Ceará fora de casa, pela sétima rodada da competição. Nesta partida, o time será dirigido pelo auxiliar-técnico Adriano Teixeira. A equipe cearense soma um ponto a mais e vem de vitória fora de casa contra o Brasil de Pelotas. A bola começa a rolar às 21h30, no Castelão.

Outro ameaçado

Quem poderá engrossar ainda mais a lista de treinadores demitidos na Série B é Waldemar Lemos, do Náutico. Ainda sem vencer e com apenas dois pontos em seis partidas disputadas, o time pernambucano vive o pior momento de sua história na Série B desde 2006, ano em que a competição ganhou o atual formato.

Publicidade

A última derrota aconteceu neste sábado (11), quando em um jogo atípico com quatro pênaltis marcados contra (sendo dois deles desperdiçados), o Timbu foi abatido por 4 a 2 pelo Internacional no Beira Rio. Apesar da fase péssima, o treinador não sente que seu cargo esteja correndo risco.

“O trabalho está acontecendo. As iniciativas estão sendo tomadas. Eu não me sinto pressionado”, afirmou. Ele aproveitou também para fazer críticas à arbitragem pela série de pênaltis marcados para o Inter.

Para ele, apenas uma das penalidades de fato ocorreu e entendeu como exagerada a expulsão do zagueiro Nirley. “Sabemos dos nossos erros, responsabilidade e competência, mas assim fica difícil de trabalhar”.

Sem muito tempo para lamentar a derrota, o Náutico também volta a jogar na terça-feira (13), quando abrirá a rodada jogando na Arena Pernambuco, às 19h15, contra o Paraná Clube, que também não vive boa fase. Inclusive, na derrota para o Guarani, em Curitiba, o técnico Cristian Souza saiu vaiado de campo pelos torcedores. #Dança dos Técnicos