Com apenas uma vitória no Campeonato Brasileiro, perto da zona de rebaixamento e cada vez mais pressionado, o Flamengo deverá ter algumas mudanças para encarar a #Ponte Preta, nesta quarta-feira (14), às 21 horas, em jogo que marcará a estreia da Ilha do Urubu, nova casa rubro-negra. O time de Zé Ricardo é o 15º colocado com 7 pontos ganhos, 2 pontos a mais que o Avaí, que abre o Z-4. Já a equipe de Campinas está em uma ótima quinta colocação com 10 pontos.

Ainda sem Guerreiro e Trauco, ainda a serviço da seleção peruana, o técnico Zé Ricardo, que vem sendo constantemente alvo de protestos dos torcedores, deverá promover algumas mudanças em relação à formação que empatou em 1 a 1 com o Avaí, no último domingo (11).

Publicidade
Publicidade

Pará e William Arão são os mais cotados para perderem a vaga no time titular, sendo substituídos por Rodinei e Cuéllar, respectivamente.

O garoto Vinicius Júnior deve ganhar nova oportunidade de sair jogando. O zagueiro Juan será poupado e o goleiro Thiago segue como titular na meta rubro-negra.

Dessa forma, Zé Ricardo iniciará a partida com Thiago no gol, a defesa formada por Rodinei, Réver, Rafael Vaz e Renê. O meio terá Cuéllar, Márcio Araújo e Diego. Na frente, Vinícius Júnior, Leandro Damião e Everton.

Ponte desfalcada

Na Ponte Preta, os principais desfalques ficarão por conta do zagueiro Rodrigo e o atacante Émerson Sheik, vetados pelo Departamento Médico. Kadu, que curiosamente estava no DM, entra na zaga, enquanto que o ex-flamenguista Negeba será o homem de ataque. Elton é outro que voltará ao time e pode aparecer na formação titular, assim como Fernando Bob, recuperado de lesão.

Publicidade

Para surpreender o #Flamengo, o técnico Gilson Kleina deverá escalar a Ponte com Aranha no gol, a zaga formada por Nino Paraíba, Marllon, Kadu e João Lucas. Elton, Naldo, Renato Cajá e Léo Artur jogarão pelo meio, com Negeba e Lucca na frente.

Oito jogos no Rio

Um dos fatores apontados pelos jogadores para o inicio ruim de #Brasileirão é o fato de o Flamengo ter feito mais jogos fora de casa do que como mandante. Porém, essa situação será revertida a partir de agora, quando oito dos próximos dez jogos do Rubro-Negro serão no Rio de Janeiro, sendo seis delas com mando de campo.

A sequência já começa nesta noite contra a Ponte Preta, depois o time fará o clássico (como visitante) contra o Fluminense, no Maracanã, e depois volta a jogar na Ilha contra a Chapecoense. Após esses três jogos, o Flamengo viaja até o Nordeste para encarar o Bahia.

Na volta, recebe o São Paulo, vai até São Januário pegar o Vasco e recebe o Grêmio na Ilha. Depois sai novamente parar jogar contra o Cruzeiro no Mineirão e encerra essa série com mais dois jogos na Ilha, diante de Palmeiras e Coritiba.