Um estelionatário tem usado a doença do ex-jogador do Corinthians, Gilmar Fubá, para arrecadar dinheiro que supostamente seria destinado ao tratamento do jogador, diagnosticado com câncer no começo deste ano. Segundo informações apuradas pelo site da ESPN Brasil, o golpista teria criando uma conta falsa no Instagram com o perfil do também ex-jogador Dinei para solicitar as “doações”. Tanto Gilmar, quanto Dinei confirmaram para a reportagem a aplicação do #Golpe.

A reportagem teve acesso ao print de algumas conversas no Instagram, a qual a pessoa que utilizava a conta @oficial.dinei18 pedia doações, afirmando que ex-jogador precisa arrecadar 20 mil reais para seu tratamento.

Publicidade
Publicidade

“Me ligaram perguntando se era verdade, absurdo isso. É tudo mentira. Vou dar queixa na delegacia da internet”, disse Gilmar, alegando que uma pessoa lhe disse ter doado 500 reais e enviado roupas para um endereço de São Paulo.

Outras importâncias chegaram a ser mais generosas. “Pessoas me procuraram dizendo 'depositei mil', 'depositei dois mil’. Ele (o golpista) está com o rabo cheio de dinheiro", esbravejou o ex-atleta de 41 anos. Ele de fato foi diagnosticado com um mieloma múltiplo em fevereiro deste ano, porém apresentou melhora e não está mais internado.

“Graças a Deus ele está fora do hospital mais (sic) estamos ajudando ele pra se cuidar. Ainda falta (sic) 20 mil, para doação, para arrecadação, se deus (sic), quiser iremos conseguir todos ajudando isso vai dar certo em nome de Jesus!!! Se você poder (sic) ajudar qualquer valor agradeço”, dizia um trecho da mensagem, cheia de erros gramaticais e ortográficos, que foi passada à várias pessoas, inclusive para gente #Corinthians.

Publicidade

Com seu nome e imagem de maneira indevida pelo golpista, Dinei também se revoltou ao saber da farsa. Ele disse que já colocou um alerta em suas #Redes Sociais e que já tem um amigo, que é delegado, cuidando do caso. Ele disse que a conta é de Batatais e vai tentar bloqueá-la o quanto antes. “Quando morrer, vai queimar lá no inferno”, disse o eterno camisa 18.

Revelados pelo Corinthians, mas em épocas diferentes, Gilmar e Dinei jogaram juntos no alvinegro entre 1998 e 2000. Nesse período, eles conquistaram o bicampeonato brasileiro em 1998 e 1999, paulista em 1999, além do Mundial da FIFA em 2000. Dinei ainda esteve no elenco do time campeão brasileiro em 1990, enquanto que Gilmar foi campeão paulista em 1997.