O #Botafogo deu vexame mais uma vez. O velho ditado “há coisas que só acontecem ao Botafogo” nunca espelhou tão bem a vergonha do torcedor alvinegro após a derrota de ontem à noite, em pleno Estádio Nilton Santos, pelo placar de 2 x 0, para o Avaí, até então lanterna do Brasileirão 2017 – com a vitória o time catarinense deixou a lanterna da competição com o Atlético Clube Goianiense.

O Botafogo precisava vencer para atingir 18 pontos e se colocar na terceira – e honrosa – posição na tabela. O jogo parecia favas contadas, afinal tratava-se de uma equipe com um time nitidamente superior tecnicamente jogando em casa contra o lanterna da competição.

Publicidade
Publicidade

Se os números da folha de pagamento do Botafogo não atinge níveis de clubes europeus de primeira divisão, está muito além da folha de pagamento do Avaí, muito próxima de times de divisões inferiores.

As 'ousadias' de Jair Ventura

O técnico Jair Ventura mandou pra campo uma equipe qualificada, porém ofensiva além dos limites para os padrões do futebol jogado nos dias atuais. Com quatro jogadores ofensivos – Camilo, Montillo, Roger e Pimpão -, o time da Estrela Solitária perdeu todas as disputas no meio de campo e ofereceu generosamente o contra-ataque para os visitantes.

É verdade que o Botafogo teve 67% de posse de bola, mas tratava-se apenas de um mero detalhe. Chutou 29 vezes no gol adversário e viu no goleiro Douglas – que fazia sua estreia no gol do Avaí – um paredão intransponível. O time de General Severiano abusou dos cruzamentos e no primeiro tempo jogou tão à vontade como se a reversão do placar fosse apenas uma questão de tempo.

Publicidade

Quando o Botafogo acordou para a cruel realidade da pedreira que tinha à sua frente, após após os 15 minutos do segundo tempo, já era tarde. Muito tarde.

Como se não bastasse o vexame pelo resultado, o Botafogo ainda teve a infelicidade de perder aos 7 minutos do primeiro tempo, por contusão, o meia argentino Montillo, seu maior investimento para a atual temporada. E perdeu também – ou desperdiçou deliberadamente – a chance de encostar nos líderes. E como se não bastasse tamanha humilhação, os gols do Avaí foram marcados justamente pelo atacante Joel, recentemente dispensado pelo Botafogo.

Um público de mais de 20 mil pagantes compareceu no Engenhão. Excelente número de expectadores para uma vaia estrondosa endereçada a Camilo e Jair Ventura no final do jogo.

A última vez que Jair Ventura ousou mandar para campo uma equipe tão ofensiva foi no jogo de volta contra o Barcelona, pela Taça Libertadores deste ano, no mesmo Estádio Nilton Santos e pelo mesmo placar de 2 x 0.

Definitivamente não há como fugir da realidade.

Publicidade

'Há coisas que só acontecem ao Botafogo'.

O que vem por aí

Na próxima quinta-feira(29), o Botafogo terá pela frente o Atlético Mineiro, pela Copa do Brasil, no Estádio Independência, em Belo Horizonte. No domingo (2), volta a jogar pelo Campeonato Brasileiro, desta vez contra o líder da competição, o Corinthians, em plena Arena Itaquera, na capital paulista. #Avaí #Corinthians