Apesar de ter anunciado três reforços nos últimos dias, o São Paulo segue perdendo jogadores para o futebol do exterior. A bola da vez agora é Thiago Mendes, que foi vendido para o Lille da França por 9 milhões de euros, cerca de 34 milhões de reais. O time ficará com 80% desse valor.

O volante era titular do Tricolor, que vive péssimo momento dentro do Campeonato Brasileiro, estando há cinco jogos sem vencer e a um ponto de entrar na zona de rebaixamento. Nas últimas semanas, Maicon já havia se transferido para o Galatassaray; e David Neres foi para o Ajax; além de Luiz Araújo, também negociado com o Lille.

Para compensar essas baixas, o São Paulo foi ao mercado e trouxe Petros, que estava no Betis da Espanha; o zagueiro Robert Arboleda, ex-Universidad Católica do Equador; e o meia Jonathan Gómez, jogador que vinha defendendo o Independiente Santa Fe da Colômbia; além do meia Maicosuel, que havia chegado no início do mês, vindo do Atlético Mineiro.

Publicidade
Publicidade

O São Paulo volta a jogar no próximo domingo (2) pelo Campeonato Brasileiro, quando irá até a Ilha do Urubu encarar o Flamengo, às 16 horas.

Pode perder mais um

O atacante Gilberto, artilheiro do São Paulo na temporada com 12 gols, pode ser mais um a deixar o Morumbi. O contrato do jogador termina em dezembro e a partir deste sábado o atleta já está liberado para assinar um pré-acordo com outra equipe.

Após devolver Chávez para o Boca Júnior, a diretoria do clube havia prometido que seu contrato seria renovado, porém até agora ele e seu representante não foram chamados para conversar. Coincidentemente, após uma discussão com o técnico Rogério Ceni, o atacante passou a ter menos oportunidades no time. Das dez partidas do São Paulo no #Brasileirão, ele ficou quatro vezes no banco, além de não ter sido relacionado para a última partida devido a uma contusão.

Publicidade

Projeto Brenner

Depois de estrear no time profissional na partida da semana passada diante do Atlético Paranaense, o jovem Brenner, de 17 anos, será chamado nos próximos dias pela diretoria do São Paulo para tratar da renovação de seu contrato.

O atual acordo com o jogador é válido até 2020 e a multa gira em torno de oito milhões e meio de reais, valor considerado baixo pelo clube. O clube oferecerá aumento salarial e plano de carreira. A iniciativa agradou Tiago Guadagno, representante do atleta, que disse que a intenção dele é primeiro se firmar no time profissional para depois pensar em jogar no exterior. #São Paulo FC #Mercado da bola