Marcelo Silva, pai do zagueiro Leandro Castán, viajou para a #Itália, onde se encontrará com dirigentes da Roma para tentar o empréstimo do jogador ao Corinthians. O brasileiro tem mais dois anos de contrato com o time italiano. Na última temporada, o atleta de 30 anos defendeu o Torino, também por empréstimo.

A ideia de Silva é convencer os dirigentes italianos a ceder o jogador sem custos para o time paulista, que arcaria apenas com o pagamento dos salários. Sem dinheiro para fazer grandes investimentos, a diretoria corintiana já avisou que não pode pretende gastar altos valores em contratações.

O diretor de futebol do #Corinthians, Flávio Adauto, revelou para o site Globo Esporte que o clube acompanha as negociações de longe, porém é necessário conhecer as condições, uma vez que não estão dispostos a gastar.

Publicidade
Publicidade

Sofrendo com lesões, o jogador disputou apenas 14 jogos, entre agosto e janeiro, até se machucar. Pelo Corinthians, o Castán atuou entre 2010 e 2012, fazendo um total de 110 partidas e conquistando o título brasileiro em 2011 e a Copa Libertadores do ano seguinte. Na época, sua transferência para a Roma rendeu cerca de 13 milhões de reais para o alvinegro.

O jogador viveu um drama em 2014, quando foi diagnosticado com uma malformação vascular do sistema nervoso central, um tumor de três centímetros no cérebro, chamada de cavernosa. Isso o obrigou a abandonar o futebol por mais de um ano e também se submeter a uma cirurgia.

Atacante de saída

Enquanto uns podem chegar, outros estão de saída. Formando nas categorias de base do clube, o atacante Léo Jabá, de 18 anos, está sendo negociado com o futebol da Rússia e uma definição deve acontecer até a próxima sexta-feira (9).

Publicidade

Se concretizada, a negociação deverá render cerca de 11 milhões de reais ao clube, que detém 75% de seus direitos federativos. A família detém outros 20% e seu empresário é dono dos 5% restantes.

O clube deverá investir o dinheiro recebido na contratação em definitivo do zagueiro Pablo, que foi emprestado pelo Bordeaux da França. Pelo acordo fechado no início do ano, o Timão tem preferencia na compra do atleta independente de outras propostas que apareçam.

A comissão técnica não se opôs a saída de Léo Jabá, uma vez que conta com várias opções para o setor de ataque e recentemente trouxe Clayson da Ponte Preta. Na segunda-feira o time já tinha liberado por empréstimo o colombiano Mendonça para o Bahia até o final da temporada. #Mercado da bola