O Palmeiras voltou a vencer no Campeonato #brasileiro. Depois de vencer na estreia e golear o Vasco por 4 a 0, foram três jogos sem vitória. Além disso, a pressão permeou o Palestra Itália, principalmente após a derrota para o Coritiba por 1 a 0 no meio de semana.

No Allianz Parque, o Alviverde venceu o Fluminense por 3 a 1. Com gols de Alejandro Guerra, Keno e Roger Guedes, o Verdão pulou para a oitava posição com sete pontos. Na próxima rodada encara o Santos, na Vila Belmiro. Na sequência enfrenta o Bahia, também fora de casa.

O jogo

O técnico Cuca preferiu entrar com Keno no ataque e Felipe Melo no meio. Com o retorno de Guerra, o #Palmeiras se tornou mais ofensivo e mais disponível taticamente.

Publicidade
Publicidade

Logo aos 9, Zé Roberto cobrou lateral, a bola desviou e caiu nos pés de Guerra. O venezuelano não teve dó e soltou o pé, abrindo o placar: 1 a 0.

Nove minutos depois, Calazans ganhou na corrida e viu Henrique Dourado. Sozinho e com fraca marcação, o atacante só escolheu o canto e mandou: 1 a 1. Ao comemorar, Dourado fez um gesto para a torcida carioca e Felipe Melo se ofendeu. Após longa discussão, ambos foram advertidos e levaram amarelo.

O jogo então ficou mais aberto. O Fluminense, um pouco mais recuado, aguardava as ações palmeirenses. Durante praticamente vinte minutos a situação foi mais ou menos essa: O Verdão atacava e o Flu se defendia, analisando os espaços para contra-atacar.

Aos 40 minutos, Róger Guedes fez uma jogada excelente e viu Keno. O jogador chutou rasteiro e tirou do goleiro, colocando o Palmeiras de novo na frente do placar.

Publicidade

No segundo tempo, Cuca tirou Jean e colocou Thiago Santos. A ideia era fortificar ainda mais o setor de marcação para dar liberdade na criação sem correr severos riscos. Um dos grandes destaques foi o meia Guerra, que chamava o jogo à todo momento e se esforçava para achar companheiros livres.

Aos 21, Felipe Melo deixou o campo para a entrada de Fabiano. Mais compacto, o Verdão chamou o Fluminense para o ataque, e os cariocas foram timidamente. Bem marcados, não tiveram como ameaçar muito a meta palmeirense.

Aos 35, Michel Bastos entrou no lugar de Keno e pouca coisa mudou. O Palmeiras manteve o controle de bola e segurou a partida, criando algumas boas oportunidades.

No final da partida, Fernando Prass salvou o gol de empate e Roger Guedes marcou o terceiro, dando números finais à partida.

Vitória que salva

Os três pontos darão paz para Cuca trabalhar durante a semana. O jogo contra o Santos será mais um clássico pelo Brasileiro. Contra o São Paulo, derrota por 2 a 0. Além de melhorar na tabela, o Verdão tem a chance de retomar e trilhar o caminho da glória nos clássicos estaduais. #Futebol